Ferramentas de Coaching – A Roda da Vida


Embora a felicidade não seja um estado permanente, ela pode ser buscada ao darmos atenção às diferentes esferas que compõe nossa existência.
Pensando nisso, os hindus desenvolveram um sistema de auto-avaliação chamado Roda da Vida.
Este sistema é composto por um círculo com oito divisões. Em cada uma delas é definida uma esfera da vida considerada fundamental para a conquista do equilíbrio pessoal. A ideia central é que as pessoas façam reflexões periódicas sobre a atenção dispensada a cada uma destas áreas e desenvolvam um plano de ação para melhorar o que não está satisfatório.
Cada esfera deve ser avaliada atribuindo-se uma pontuação de 0 a 100% que reflita a quantidade e a qualidade dos investimentos a ela destinados nos últimos meses. Segundo os hindus, as principais esferas da vida são: lazer, intelecto, saúde, vida financeira, amigos e família, trabalho, espiritualidade e amor.
1- Lazer: é o tempo disponível para fazer aquilo que dá prazer. Não entram neste item as atividades de trabalho ou de estudo, por mais que tragam satisfação. Esta área refere-se a tudo aquilo que “recarrega as suas energias”, que relaxa, diverte e dá satisfação.
2- Intelecto: são as atividades realizadas para o desenvolvimento intelectual. São os cursos, leituras, estágios, enfim, atividades que propiciam enriquecimento com informações que contribuirão para o seu crescimento.
3- Saúde: os hindus consideram esta esfera como a mais importante, pois sem ela o restante não flui. Deve-se avaliar como a saúde física está sendo cuidada. É preciso fazer exames periódicos de rotina e, quando necessário, submeter-se aos tratamentos propostos. Neste item existe também a preocupação com a quantidade e a qualidade dos alimentos ingeridos, e com a prática de exercícios físicos. O controle da obesidade e do sobrepeso é fundamental para a manutenção da saúde e da qualidade de vida.
4- Vida financeira: analisar se o rendimento financeiro é suficiente para suprir as necessidades de alimentação, vestuário, saúde e lazer de forma satisfatória, ou se a vida financeira é motivo de estresse e preocupação a ponto de trazer desgaste emocional.
5- Amigos e família: avalie os seus relacionamentos observando se é possível contar com os parentes e amigos nos bons momentos e também nas situações difíceis; se os encontros sociais são agradáveis e amistosos, sem grandes fontes de tensão; se os eventuais problemas são resolvidos com diálogo e boa vontade para “acertar as arestas”. Deve-se destacar que este item não inclui o relacionamento com o marido, esposa ou o namorado.
6- Trabalho e carreira: verificar se a atividade profissional é interessante e traz satisfação, se o ambiente de trabalho permite crescimento, se possui desafios e oferece oportunidades de progresso na carreira.
7- Espiritualidade: deve-se avaliar se há paz interior, coerência de valores e força interna para suportar as dificuldades sem se desequilibrar. Este item pode ou não estar ligado à religiosidade, mas se sua religião exerce influência nesses aspectos, a espiritualidade terá relação com suas crenças.
8- Amor: considerar se o vínculo emocional estabelecido com o parceiro(a) é satisfatório. Se há respeito mútuo das diferenças e dificuldades individuais e coerência nos atos que impulsionam o casal a continuar unido; se as respostas para superar as dificuldades presentes na vida a dois reforçam os laços afetivos do casal.
Parar para refletir pode ser um bom caminho a quem procura uma alternativa para realizar as mudanças necessárias para alcançar uma vida mais feliz. No sistema hindu é desejável que se obtenha pelo menos 60% de satisfação em cada uma das esferas.
Caso o nível de satisfação esteja abaixo desse valor, é importante promover as mudanças necessárias para suprir as deficiências e atingir o equilíbrio desejado. Experimente fazer esta avaliação para identificar se alguma esfera da sua vida pode ser melhorada para tornar você uma pessoa mais feliz. Vale à pena investir nesta descoberta pessoal. Então mãos à obra!

Embora a felicidade não seja um estado permanente, ela pode ser buscada ao darmos atenção às diferentes esferas que compõe nossa existência.

Pensando nisso, os hindus desenvolveram um sistema de auto-avaliação chamado Roda da Vida.

Este sistema é composto por um círculo com oito divisões. Em cada uma delas é definida uma esfera da vida considerada fundamental para a conquista do equilíbrio pessoal. A ideia central é que as pessoas façam reflexões periódicas sobre a atenção dispensada a cada uma destas áreas e desenvolvam um plano de ação para melhorar o que não está satisfatório.

Cada esfera deve ser avaliada atribuindo-se uma pontuação de 0 a 100% que reflita a quantidade e a qualidade dos investimentos a ela destinados nos últimos meses. Segundo os hindus, as principais esferas da vida são: lazer, intelecto, saúde, vida financeira, amigos e família, trabalho, espiritualidade e amor.

  1. Lazer: é o tempo disponível para fazer aquilo que dá prazer. Não entram neste item as atividades de trabalho ou de estudo, por mais que tragam satisfação. Esta área refere-se a tudo aquilo que “recarrega as suas energias”, que relaxa, diverte e dá satisfação.
  2. Intelecto: são as atividades realizadas para o desenvolvimento intelectual. São os cursos, leituras, estágios, enfim, atividades que propiciam enriquecimento com informações que contribuirão para o seu crescimento.
  3. Saúde: os hindus consideram esta esfera como a mais importante, pois sem ela o restante não flui. Deve-se avaliar como a saúde física está sendo cuidada. É preciso fazer exames periódicos de rotina e, quando necessário, submeter-se aos tratamentos propostos. Neste item existe também a preocupação com a quantidade e a qualidade dos alimentos ingeridos, e com a prática de exercícios físicos. O controle da obesidade e do sobrepeso é fundamental para a manutenção da saúde e da qualidade de vida.
  4. Vida financeira: analisar se o rendimento financeiro é suficiente para suprir as necessidades de alimentação, vestuário, saúde e lazer de forma satisfatória, ou se a vida financeira é motivo de estresse e preocupação a ponto de trazer desgaste emocional.
  5. Amigos e família: avalie os seus relacionamentos observando se é possível contar com os parentes e amigos nos bons momentos e também nas situações difíceis; se os encontros sociais são agradáveis e amistosos, sem grandes fontes de tensão; se os eventuais problemas são resolvidos com diálogo e boa vontade para “acertar as arestas”. Deve-se destacar que este item não inclui o relacionamento com o marido, esposa ou o namorado.
  6. Trabalho e carreira: verificar se a atividade profissional é interessante e traz satisfação, se o ambiente de trabalho permite crescimento, se possui desafios e oferece oportunidades de progresso na carreira.
  7. Espiritualidade: deve-se avaliar se há paz interior, coerência de valores e força interna para suportar as dificuldades sem se desequilibrar. Este item pode ou não estar ligado à religiosidade, mas se sua religião exerce influência nesses aspectos, a espiritualidade terá relação com suas crenças.
  8. Amor: considerar se o vínculo emocional estabelecido com o parceiro(a) é satisfatório. Se há respeito mútuo das diferenças e dificuldades individuais e coerência nos atos que impulsionam o casal a continuar unido; se as respostas para superar as dificuldades presentes na vida a dois reforçam os laços afetivos do casal.

Parar para refletir pode ser um bom caminho a quem procura uma alternativa para realizar as mudanças necessárias para alcançar uma vida mais feliz. No sistema hindu é desejável que se obtenha pelo menos 60% de satisfação em cada uma das esferas.

Caso o nível de satisfação esteja abaixo desse valor, é importante promover as mudanças necessárias para suprir as deficiências e atingir o equilíbrio desejado. Experimente fazer esta avaliação para identificar se alguma esfera da sua vida pode ser melhorada para tornar você uma pessoa mais feliz. Vale à pena investir nesta descoberta pessoal. Então mãos à obra!

Este texto foi retirado do site http://www.vilamulher.terra.com.br

Em breve, estarei disponibilizando o download de um arquivo para que você possa fazer uma análise de como esta a sua vida, e atraves desta análise, possa reconhecer os seus pontos fortes e fracos.

About these ads

Uma resposta para “Ferramentas de Coaching – A Roda da Vida

  1. Pingback: Ferramentas de Coaching – A Roda da Vida « Life Coaching

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s