Arquivo da tag: perguntas diretas

Analise Swot – Identificando Cenários – Parte 2

“Caro Douglas,
Agradeço pela brevidade e atenção com que você retornou as minhas indagações. Já ajudou muito para um melhor entendimento da ferramenta.
Minha expectativa agora é que num próximo artigo possamos visualizar:
1) A definição de cenário?
2) Que tipos de perguntas são formuladas para elaborar a lista de situações para em seguida fazer o levantamento dos pontos fortes e fracos?
3) Se dentro desta metodologia existem formulários padrões que nortearão os levantamentos e conclusão, além dos gráficos expostos?
Mais uma vez agradeço pela forma didática e objetiva com que abordou o tema.
Bem Ricardo, Agradeço por voltar ao blog, e vamos tentar sanar estas dúvidas adicionais:
1 – A definição do cenário, no caso de tomada de decisão, é você detalhar de forma clara e precisa, como está a situação atualmente, para onde ela está caminhando, de que forma ela é estruturada, e todas as ações tomadas até o momento, para determinar como a situação chegou ao cenário atual. Após a análise deste cenário, devemos também visualizar como seria se outras opções forem tomadas, o que aconteceria se tal ação fosse realizada, e como isso implicaria no cenário, num futuro próximo. É um pouco difícil falar exatamente como a construção destes cenários seriam idealizadas, sem uma completa pesquisa a respeito da situação, mas de forma geral, esta seria a maneira correta de se definir os cenários. Resumindo, identificar e detalhar o cenário atual, da forma como ele esta atualmente, e identificar e detalhar o cenário alternativo, com as medidas que foram tomadas para se chegar a ele.
Tendo os dois cenários, podemos começar a fazer as analises através de seus pontos fortes e fracos, colocando em andamento o processo de analise swot.
2 – Em relação às perguntas a serem feitas, elas devem sempre ser o mais direto possível. Mas no momento da identificação dos cenários, já é possível detectar os pontos fortes e fracos. Para exemplificar, vamos analisar uma situação fictícia:
Digamos que certa empresa trabalha com vendas por telemarketing, e essa estrutura de venda já faz parte da empresa desde seu inicio.  Após uma reunião da diretoria, foi proposto um novo meio de venda, através de representantes fazendo visitas porta a porta.
Temos já os dois cenários a serem analisados, vamos ver como eles se comportam na analise swot:
Cenário A: Telemarketing:
Pontos Fortes: Menor custo para a empresa – Centralização da equipe de vendas – Retorno imediato do calculo de metas
Pontos Fracos: Falta de interatividade física com o cliente – Maior desgaste emocional – Menor possibilidade de retorno (Poucas pessoas se sentem bem ao serem contatadas através de telemarketing)
Cenário B: Venda Porta a Porta:
Pontos Fortes: Maior interatividade com o cliente – Possibilidade de agendamentos para visita futura – Face to Face com o cliente.
Pontos Fracos: Maior gasto em questão de locomoção – Treinamento de equipes de venda (No caso da empresa nunca ter trabalhado neste segmento)
Como é um cenário fictício, não estamos entrando na questão do lucro final da empresa, apenas no processo de implantação.
Tendo os pontos fortes e pontos fracos já determinados, a partir da identificação dos cenários, outras perguntas se tornam obsoletas, então como dito no inicio, as perguntas devem ser diretas, neste caso, por exemplo perguntar no início de cada identificação: Quais são os pontos fortes que temos com telemarketing, quais são as fraquezas que temos, e a mesma coisa para o segundo cenário.
Seguindo este padrão, se torna mais simples fazer a analise, e chegar a resultados quando formos comparar os dois cenários, utilizando ainda a ferramenta de analise swot.
3 – Quanto ao uso de formulários, no artigo anterior, anexei duas imagens de um formulário padrão para a analise swot, e o uso destes formulários são a base para uma estruturação adequada para o bom desenvolvimento da ferramenta. Além das imagens citadas, o Coaching oferece muitas outras ferramentas de analise individual de cada situação, como uma correta especificação de objetivos, análises de campos de força entre outros.
Espero ter podido auxiliar nestas dúvidas, e caso deseje mais informações, entre em contato e tetaremos oferecer um melhor conteúdo para o que você deseja.
Muito obrigado pelo retorno, e sinta-se a vontade em nosso espaço.

“Caro Douglas,

Agradeço pela brevidade e atenção com que você retornou as minhas indagações. Já ajudou muito para um melhor entendimento da ferramenta.

Minha expectativa agora é que num próximo artigo possamos visualizar:

  1. A definição de cenário?
  2. Que tipos de perguntas são formuladas para elaborar a lista de situações para em seguida fazer o levantamento dos pontos fortes e fracos?
  3. Se dentro desta metodologia existem formulários padrões que nortearão os levantamentos e conclusão, além dos gráficos expostos?

Mais uma vez agradeço pela forma didática e objetiva com que abordou o tema.”

Bem Ricardo, Agradeço por voltar ao blog, e vamos tentar sanar estas dúvidas adicionais:

1 – A definição do cenário, no caso de tomada de decisão, é você detalhar de forma clara e precisa, como está a situação atualmente, para onde ela está caminhando, de que forma ela é estruturada, e todas as ações tomadas até o momento, para determinar como a situação chegou ao cenário atual. Após a análise deste cenário, devemos também visualizar como seria se outras opções forem tomadas, o que aconteceria se tal ação fosse realizada, e como isso implicaria no cenário, num futuro próximo. É um pouco difícil falar exatamente como a construção destes cenários seriam idealizadas, sem uma completa pesquisa a respeito da situação, mas de forma geral, esta seria a maneira correta de se definir os cenários. Resumindo, identificar e detalhar o cenário atual, da forma como ele esta atualmente, e identificar e detalhar o cenário alternativo, com as medidas que foram tomadas para se chegar a ele.

Tendo os dois cenários, podemos começar a fazer as analises através de seus pontos fortes e fracos, colocando em andamento o processo de analise swot.

2 – Em relação às perguntas a serem feitas, elas devem sempre ser o mais direto possível. Mas no momento da identificação dos cenários, já é possível detectar os pontos fortes e fracos. Para exemplificar, vamos analisar uma situação fictícia:

Digamos que certa empresa trabalha com vendas por telemarketing, e essa estrutura de venda já faz parte da empresa desde seu inicio.  Após uma reunião da diretoria, foi proposto um novo meio de venda, através de representantes fazendo visitas porta a porta.

Temos já os dois cenários a serem analisados, vamos ver como eles se comportam na analise swot:

Cenário A: Telemarketing:

Pontos Fortes: Menor custo para a empresa – Centralização da equipe de vendas – Retorno imediato do calculo de metas

Pontos Fracos: Falta de interatividade física com o cliente – Maior desgaste emocional – Menor possibilidade de retorno (Poucas pessoas se sentem bem ao serem contatadas através de telemarketing)

Cenário B: Venda Porta a Porta:

Pontos Fortes: Maior interatividade com o cliente – Possibilidade de agendamentos para visita futura – Face to Face com o cliente.

Pontos Fracos: Maior gasto em questão de locomoção – Treinamento de equipes de venda (No caso da empresa nunca ter trabalhado neste segmento)

Como é um cenário fictício, não estamos entrando na questão do lucro final da empresa, apenas no processo de implantação.

Tendo os pontos fortes e pontos fracos já determinados, a partir da identificação dos cenários, outras perguntas se tornam obsoletas, então como dito no inicio, as perguntas devem ser diretas, neste caso, por exemplo perguntar no início de cada identificação: Quais são os pontos fortes que temos com telemarketing, quais são as fraquezas que temos, e a mesma coisa para o segundo cenário.

Seguindo este padrão, se torna mais simples fazer a analise, e chegar a resultados quando formos comparar os dois cenários, utilizando ainda a ferramenta de analise swot.

3 – Quanto ao uso de formulários, no artigo anterior, anexei duas imagens de um formulário padrão para a analise swot, e o uso destes formulários são a base para uma estruturação adequada para o bom desenvolvimento da ferramenta. Além das imagens citadas, o Coaching oferece muitas outras ferramentas de analise individual de cada situação, como uma correta especificação de objetivos, análises de campos de força entre outros.

Espero ter auxiliado nestas dúvidas, e caso deseje mais informações, entre em contato e tetaremos oferecer um melhor conteúdo para o que você deseja.

Muito obrigado pelo retorno, e sinta-se a vontade em nosso espaço.