A Arte de Remar – Motivacional


remar

Quando não há ventos é preciso remar

Art. 1 – Um timoneiro que se preze continua a navegar  mesmo com a vela despedaçada . Sêneca – Filósofo Latino (04 a.C – 65 d.C).

Art.  2 –  Existem  coisas  que  jamais  deixamos  de pedir aos outros que  façam, uma delas é que é preciso estar aberto a aprender sempre. Um dia um poeta disse que o poeta é um fingidor, que ele finge tão bem a dor, que ele mesmo sente a dor que  fingiu sentir. Portanto eu recomendo aprendam, sintam o que esta aprendendo, pratique, aprenda para saber não para falar que sabe. Fique de olho, querendo ou não quem dita os rumos a serem seguidos é o mercado, que não o acompanha não sabe para onde deve seguir, não sabe em que direção deve içar as velas para aproveitar os bons ventos.

Art. 3 – Ouvindo o mundo dos negócios, o chamado mercado, concluímos que os ventos das oportunidades pararam, o mercado parou. Falta crédito,  falta confiança do  investidor,  falta empreendedorismo,  falta emprego,  faltam oportunidades de trabalho, faltam vagas, ou seja, faltam ventos. Algum tempo atrás escrevi que era preciso saber içar as velas e direcioná-las de forma  a  captar  os  bons  ventos,  para  ir mais  rápido  e mais  longe. Esta  semana  escutando  a  dinâmica  do mercado  e  alguns críticos que perguntou qual é a receita, pois não há ventos, não adianta içar as velas, pois o vento na sopra em nenhuma direção.

Art. 4 – E eu vou novamente voltar à arte de aprender. Se não há ventos então remem. Não estou inventando a arte de remar, ela é tão antiga, quanto o próprio homem, basta apenas observarmos o que já foi inventado e reinventar as formas diferentes de fazer as mesmas coisas, considerando que este é o ano da inovação. Se você, a sua equipe, ou a sua empresa não sabe remar, assistam filmes de aventura no mar. Veja vídeos de competições de remo, para versar-se na arte de remar.

Art. 5 – Se realmente não há ventos é preciso remar muito, e em momentos difíceis e preciso saber remar. Se há ventos fracos é preciso saber conjugar a  força dos pequenos sopros com o poder  imensurável dos  remos. Considerando o momento acredito que há ventos, porém eles  estão  fracos,  insuficientes para nos  levar  até o destino. Assim a primeira coisa  a  fazer  é lembrar-se  da minha  recomendação  anterior  icem  as  velas  e  as  ajustem de  forma  a  aproveitar  todo  e  qualquer  resquício  de vento possível. Depois de ajustadas às velas, agora é preciso aprender a remar.

Art.  6 –  Na  arte  de  remar  há  sempre  um  líder  e  é  preciso  segui-lo,  é  ele  quem determina  a  direção,  é  ele  quem  dita  o  ritmo  das  remadas,  é  ele  quem  estabelece  quantos  remadores serão necessários e de que  forma eles  remarão. A arte de  remar vai muito além de enfiar  o  remo  na  água,  é  preciso  que  todos  os  remadores  tenham  sincronia,  que  remem  ao mesmo  tempo, que escutem o  líder. Para  remar é preciso  ter ordem,  todos precisam colocar e retirar os remos da água ao mesmo tempo, é preciso que o esforço individual de cada remador contribua para o movimento coletivo na nau.

Art.  7 –  Os  dias  estão  difíceis,  pois  estamos  com  pouco  vento,  então  remem. Aprendam a remar, escutem o líder, remem ao mesmo tempo, na mesma direção, icem as velas para  aproveitar  os  pequenos  sopros  de  Posêidon.  Lembre-se  se  não  há  ventos  ou  estes  são  insuficientes  para  nos  tirar  do marasmo é preciso laçar mão do poder do remo.  Conduza e comande a sua equipe, aprenda e ensine-os a remar.  Pense na sua vida, na sua carreira profissional, pessoal e intelectual, se não há ventos fortes então reme. Dê o comando, marque o ritmo das remadas, trace as coordenas e direcione os esforços. Navegue no sentido da luz.

Joel Gonzaga de Sousa, Gerente de compras da Reis Peças, Pedagogo, Psicanalista e Parapsicólogo.

Anúncios

Uma resposta para “A Arte de Remar – Motivacional

  1. Grata por compartilhar conosco seus conhecimentos e pensamentos. Pessoas talentosas como Joel Gonzaga de Sousa devem ser acompanhadas de perto, pois são exemplos a serem seguidos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s