Entrevista realizada para o Grupo Coaches em Construção


Segue abaixo um e-mail da leitora e amiga Elza Conte, recém formada em coaching pela SBC. Abraços a você e todos os companheiros que se formaram nesta nova turma. É sempre bom saber que o coaching esta cada dia mais presente em nossas vidas, através de profissionais que se preocupam em conhecer e divulgar. Segue abaixo o conteúdo completo do e-mail:

===============================================

Logo nesta segunda feira, após nossa memorável formatura, pedi ao Douglas algum material sobre Crítico Interno. Ele prontamente me respondeu prometendo escrever sobre o assunto. Em seguida pedi-lhe uma entrevista, ao qual ele prontamente se prontificou a colaborar.

Algumas pessoas mandaram questões, eu fiz um resumo e enviei ao Douglas. Além de responder brilhantemente as questões enviadas, ele escreveu três artigos em seu blog a saber:

Os Sabotadores! Inimigos de nosso Sucesso. (Parte 1)

Os Sabotadores! Inimigos de nosso Sucesso. (Parte 2)

Os Sabotadores! Inimigos de nosso Sucesso. (Parte 3)

Gostaria de novamente expressar o meu profundo agradecimento ao Douglas, como escrevi a ele não foi por acaso, que minha intuição resolveu procura-lo.

A ENTREVISTA

Olá Elza, Sempre é confortavel falar sobre coaching.. rsrs.. Estou enviando as respostas a estas perguntas, depois se possivel, gostaria de conhecer o grupo de vocês. Além disso, gostaria de sua autorização para colocar a entrevista em meu blog, com o link, caso haja, para o grupo de coaching de vocês.

1 – Hoje, após algum tempo de ter feito o curso no SBC, o que vc considera mais importante naquele aprendizado?
R – Esta é uma resposta dificil… No ultimo dia de treinamento, conversando com alguns amigos que fiz por lá, chegamos a conclusão de que naqueles 8 dias, divididos em 2 modulos, o mundo mudou completamente.
Mas para ter uma resposta mais direta, acho que o mais importante durante todo o treinamento, foi descobrir o poder que temos dentro de nós de realizar sonhos, não apenas os nossos sonhos, mas os sonhos das pessoas ao nosso redor. Quando o treinamento começou, no primeiro dia, eu realmente não sabia o que estava fazendo lá, no meio de tanta gente, que na grande maioria tinha o mesmo sentimento, mas no decorrer do treinamento, não só descobri o porque de estar lá, como descobri a importancia de se estar lá, todo o aprendizado, todas as experiencias e principalmente a desmistificação do viver.
Aquele treinamento não me deu uma nova profissão, mas sim uma nova visão da vida. Acho que esta visão é o que de mais importante eu trouxe comigo.

2 – O que você adaptou, incrementou ou modificou das técnicas sugeridas pela SBC?
R – Em todo o sistema de técnicas e ferramentas, não fiz adaptações ou modificações, uso-as como aprendi no treinamento, mas fiz adequações a minha realidade. Incorporei um pouco de tecnologia em alguns elementos. Como exemplo, na Roda da Vida, elaborei um sistema em Excel, que envio para meus clientes a distancia, e que facilita o seu uso. Utilizei também o espaço em meu blog, para difundir um pouco mais esta profissão ainda desconhecida.

3 – Eu tenho dificuldades em linkar uma seção a outra o que posso fazer para facilitar isso?
R – A melhor forma de interligar uma sessão a outra, é seguir o planejamento de sessão mostrado logo no inicio do treinamento (tem um modelo na pagina 153 da primeira apostila) O “to do” e o “feed back” são os principais meios de fazer esta ligação. Sempre determine com o cliente uma ação ou tarefa que ele deve executar durante a pausa entre as sessões, e sempre comece a próxima sessão fazendo o levantamento desta tarefa, como foi realiza-la, se sentiu alguma dificuldade, e a partir destes dados, prosseguir para a proxima sessão. Uma coisa muito importante deste sistema, é que facilita ver se o cliente esta mesmo empenhado em seguir as recomendações do Coach, já que se ele não tiver interesse em cumprir estas tarefas, não esta 100% comprometido com o processo.

4 – Você vive bem apenas com a profissão de coach?
R – Apenas com a profissão de coaching ainda não. Na cidade onde resido, Sorocaba/SP, esta profissão ainda não é bem conhecida. Mas posso dizer que a remuneração que tenho hoje vem do entorno do coaching. Sou palestrante e consultor empresarial, e o coaching me ajudou a ter material para trabalhar nestas areas paralelas. Tenho alguns projetos de palestras educativas sobre o coaching, entre outras, onde tambem divulgo o meu trabalho como life coaching. Destas palestras tenho acesso a pessoas que acabam se interessando em fazer um acompanhamento de coaching, mas ainda com um pouco de receio. Da SBC, em Sorocaba, conheço mais 5 pessoas que se formaram no PPC, mas já trabalham como psicologos, e utilizam o coaching como apoio ao seu trabalho principal. Mas tenho uma situação estavel financeiramente, juntando todo este processo, entre palestras, consultorias empresariais e o proprio coaching.

5 – Como você regulamentou a atividade: Empresa, nota fiscal, etc.
R – Este foi um problema no inicio de meu trabalho. Pensei inicialmente em me habilitar como consultor autonomo, ter o registro de autonomo me proporcionaria a ter acesso a empresas que dependessem de comprovante fiscal, e eu teria uma inscrição municipal, regulamentando minha situação. O meu receio foi acabar comprometendo o coaching, pois como aprendemos, o coaching não é uma consultoria. Atualmente, no estado de são paulo (não sei como está em outros estados) surgiu a oportunidade de se cadastrar como “MEI – Micro-Empreendedor Individual”, que é um registro junto a Jucesp e me permite ter um cnpj, pagando uma taxa fixa de impostos no valor aproximado de 50,00 por mês.

6 – Você poderia contar rapidamento um caso de sucesso.
R – Tive bons casos de sucesso. Em meu blog descrevo alguns, Atualizei ele hoje com dois artigos sobre crenças limitantes, onde descrevo o desenrolar de dois casos em que participei como coach. Fora estes exemplos, Tenho outros casos de conquista de empregos, administração de tempo, relacionamentos. O melhor do coaching, é o fato de que é dificil um caso não ser bem sucedido com o auxilio do coaching, com suas ferramentas ele consegue atingir um espaço muito amplo na resolução de diversos problemas do cotidiano. é uma profissão apaixonante, pois cada caso de sucesso, é um sucesso a mais na trajetoria do coach em busca de seus prorpios objetivos.

=============================================================

Caso alguem tenha interesse em conhecer o grupo Coaches em Construção, deixe um comentário que estaremos entrando em contato para maiores informações e redirecionando para os administradores do grupo.

Abraços e Sucesso Sempre….

Anúncios

Uma resposta para “Entrevista realizada para o Grupo Coaches em Construção

  1. Olá Douglas, estou trabalhando como coach para mulheres e gostaria de elogiar o seu blog e o seu desprendimento em ajudar as pessoas que o acessam.
    Li essa frase ontem e lembrei imediatamente de você, por isso voltei para deixar essa mensagem:

    “Abundância é ter as mãos cheias e repartir com todo mundo sem
    nenhum temor de ficar com as mãos, mente e o coração vazio, porque
    sabes que tens uma fonte inesgotável daquilo que entregas.”

    Não sei quem escreveu, mas tem tudo a ver com você. Parabéns!
    Me tornei sua fã!
    Também estou muito feliz com essa nova profissão!
    Abraços e felicidades aí em Sorocaba
    Com carinho,
    Rosane

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s