Você está preparado para enfrentar a morte?


Faleceu ontem a pessoa que atrapalhava sua vida…
Um dia, quando os funcionários chegaram para trabalhar, encontraram na portaria um cartaz enorme, no qual estava escrito:
“Faleceu ontem a pessoa que atrapalhava sua vida na Empresa. Você está convidado para o velório na quadra de esportes”.
No início, todos se entristeceram com a morte de alguém, mas depois de algum tempo, ficaram curiosos para saber quem estava atrapalhando sua vida e bloqueando seu crescimento na empresa. A agitação na quadra de esportes era tão grande, que foi preciso chamar os seguranças para organizar a fila do velório. Conforme as pessoas iam se aproximando do caixão, a excitação aumentava:
– Quem será que estava atrapalhando o meu progresso ?
– Ainda bem que esse infeliz morreu !
Um a um, os funcionários, agitados, se aproximavam do caixão, olhavam pelo visor do caixão a fim de reconhecer o defunto, engoliam em seco e saiam de cabeça abaixada, sem nada falar uns com os outros. Ficavam no mais absoluto silêncio, como se tivessem sido atingidos no fundo da alma e dirigiam-se para suas salas. Todos, muito curiosos mantinham-se na fila até chegar a sua vez de verificar quem estava no caixão e que tinha atrapalhado tanto a cada um deles.
A pergunta ecoava na mente de todos: “Quem está nesse caixão”?
No visor do caixão havia um espelho e cada um via a si mesmo… Só existe uma pessoa capaz de limitar seu crescimento: VOCÊ MESMO! Você é a única pessoa que pode fazer a revolução de sua vida. Você é a única pessoa que pode prejudicar a sua vida. Você é a única pessoa que pode ajudar a si mesmo. “SUA VIDA NÃO MUDA QUANDO SEU CHEFE MUDA, QUANDO SUA EMPRESA MUDA, QUANDO SEUS PAIS MUDAM, QUANDO SEU(SUA) NAMORADO(A) MUDA. SUA VIDA MUDA… QUANDO VOCÊ MUDA! VOCÊ É O ÚNICO RESPONSÁVEL POR ELA.”

O mundo é como um espelho que devolve a cada pessoa o reflexo de seus próprios pensamentos e seus atos. A maneira como você encara a vida é que faz toda diferença. A vida muda, quando “você muda”.

Luís Fernando Veríssimo

A vida Muda, quando “Você Muda”

Ouvi esta parábola a muito muito tempo atrás, em um treinamento motivacional em uma empresa de informática onde eu era um colaborador. O que sempre mais me marcou neste texto, é a sua frase final, que segue como título deste parágrafo.

É muito curioso, quando eu como Coach, observo em vários de meus clientes a vontade de mudar de vida, mas quando percebem que para isso irão precisar se movimentar, executar mudanças em sí mesmos, acabam por desanimar ou desistir do processo. As pessoas em sua grande maioria acham que a vida pode melhorar quando as mudanças ocorrem ao seu redor, mas nunca aceitam que devem realizar antes a mudança a partir do centro dos problemas e situações, que neste caso, é o próprio individuo.

O Life Coaching é um processo de mudança, e mais do que isso, é também um processo de mudança pessoal e interior. Na teoria, todos os indivíduos são capazes de promover mudanças internas, mas quando partimos para a prática de um processo de Coaching, é visível a resistência que existe dentro de cada individuo para realizar e promover essas mudanças.

As pessoas tem o costume de reclamar de que tudo esta errado, de que as situações não melhoram, mas não percebem que as situações não se alteram sozinhas, e que sempre é necessário um certo esforço, é necessário sair da zona de conforto, e promover as mudanças sem se importar com a situação ao redor, pois quando você promove a melhoria em sí mesmo, acaba mudando todo o ambiente que lhe cerca.

Apesar de muitas pessoas não gostarem de Paulo Coelho como escritor, tenho um certo apreço por seus livros, e um livro que me chama muito a atenção, é o livro “O Alquimista”, que narra a saga de um individuo buscando a mudança de sua vida, buscando realizar seu sonho inicial de encontrar um tesouro. Um dos conceitos mais profundos que encontro neste livro, é referente ao trabalho do alquimista, que fica em seu pequeno espaço, entre suas fervuras e vapores, tentando transmutar o chumbo em ouro. Vejamos um pequeno trecho:

Finalmente, quando começaram a cruzar uma montanha que se estendia por todo o horizonte, o Alquimista disse que faltavam dois dias para chegarem até às Pirâmides.
– Se vamos nos separar logo – respondeu o rapaz – me ensine Alquimia.
– Você já sabe. É penetrar na Alma do Mundo, e descobrir o tesouro que ela reservou para nós.
– Não é isto que quero saber. Falo de transformar chumbo em ouro.
O Alquimista respeitou o silêncio do deserto, e só respondeu ao rapaz quando pararam para comer.
– Tudo no Universo evolui – disse ele. – E para os sábios, o ouro é o metal mais evoluído. Não pergunte porquê; não sei. Sei apenas que a Tradição está sempre certa. “Os homens é que não interpretaram bem as palavras dos sábios. E ao invés de símbolo de evolução, o ouro passou a ser o sinal das guerras.
– As coisas falam muitas linguagens – disse o rapaz. – Vi quando o relincho de camelo era apenas um relincho, depois passou a ser sinal de perigo, e finalmente tornou-se de novo um relincho. Mas calou-se. O Alquimista devia saber tudo aquilo.
– Conheci verdadeiros alquimistas – continuou. – Se trancavam no laboratório e tentavam evoluir como o ouro; descobriam a Pedra Filosofal. Porque haviam entendido que quando uma coisa evolui, evolui também tudo que está a sua volta. “Outros conseguiram a pedra por acidente. Já tinham o dom, suas almas estavam mais despertas que a das outras pessoas. Mas estes não contam, porque são raros. “Outros, enfim, buscavam apenas o ouro. Estes jamais descobriram o segredo. Esqueceram-se de que o chumbo, o cobre, o ferro, também têm sua Lenda Pessoal para cumprir. Quem interfere na Lenda Pessoal dos outros, nunca descobrirá a sua”.
As palavras do Alquimista soaram como uma maldição. Ele abaixou-se e pegou uma concha no solo do deserto.
– Isto um dia já foi um mar – disse.
– Já tinha reparado – respondeu o rapaz. O Alquimista pediu ao rapaz para colocar a concha no ouvido. Ele tinha feito isto muitas vezes quando era criança, e escutou o barulho do mar.
– O mar continua dentro desta concha, porque é sua Lenda Pessoal. E jamais a abandonará, até que o deserto se cubra novamente de água.
Depois montaram em seus cavalos, e seguiram em direção às Pirâmides do
Egito.

O Coaching pode ser considerado hoje a verdadeira Pedra Filosofal, e suas técnicas o grande segredo do Elixir da Longa Vida. Ele propõem mudanças interiores, para que você possa ir em busca de seus objetivos e crescer, pessoal, profissional, psicológica e espiritualmente. mas tudo isso depende unicamente de sua força de vontade em mudar, de você tomar as rédeas de sua vida hoje, e conduzi-la para um patamar mais alto, com uma maior qualidade de vida, e onde todos os tesouros que você procura, poderá ser encontrado.

O intuito deste artigo, é promover a partir de hoje, uma mudança radical em nossos modos de vida. Convido você, a juntos, matarmos este ser individualista, egoísta e não aberto as mudanças, e deixar que nasça um novo individuo, que seja capaz de mudar e buscar seu próprio crescimento, sem dependencias de fatores exteriores, e desta forma, promover não só a mudança de nós mesmos, mas promover a mudança de nosso ambiente, e até mesmo de nosso mundo em uma escala maior.

As pessoas que que são loucas o suficiente para pensar que podem mudar o mundo, são as que fazem – Steve Jobs (co-fundador da apple)

Abraços e Sucesso Sempre.

Seus comentários podem nos ajudar a melhorar e oferecer um conteúdo mais direcionado. Ajude-nos a fazer deste espaço, um local onde as suas dúvidas podem encontrar uma solução.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s