Arquivo do mês: março 2012

Coaching Online – Maio – (#coaching #coach #desenvolvimento)

Você já parou para pensar em quem você é realmente? Qual é a imagem que você deseja passar para as pessoas que estão ao seu lado? E qual é a imagem real que você passa? Um dos grandes males de nossos dias atuais, é a falta de conhecimento sobre nós mesmos. Estamos cada dia mais perto de descobrir avanços importantes para nossa atualidade em diversas áreas, mas não conseguimos entender o mais simples sentimento que pode surgir em nossa vida. Neste mês de Maio, a Doctors Business convida você a fazer uma análise profunda sobre si mesmo:

  • Quem é você?
  • O que você deseja do mundo a sua volta?
  • O que o mundo a sua volta deseja de você?
  • Quais os seus medos, e suas fraquezas?
  • Quais suas vitórias e suas habilidades únicas?

Ao encontrar estas respostas, você pode se tornar uma pessoa mais direcionada em sua vida, partir em busca do sucesso que realmente importa para você. Descobrir a verdade spbre si mesmo pode ser um pouco incomodo no incio, mas com certeza lhe trará resultados á médio e longo prazo, que serão duradouros, serão eternos. Com este propósito, lançamos uma nova oportunidade para que você se conheça melhor, e possa usufruir de todo o seu potencial. O Plano de Ação – “Construindo uma Missão”.

Plano de Ação – Construindo uma Missão

  • 8 Sessões de Coaching Online com foco para um auto-conhecimento e valorização de suas habilidades e competências.
  • Programa baseado em Técnicas e Ferramentas especialmente preparadas para Resultado
  • Atendimento realizado através de contato por e-mail (técnicas) e via Skype (8 sessões de Skype de 45 minutos cada, intercaladas por troca de informações por e-mail)
  • Redução de 65% de custo em relação a um processo presencial. (Retorno de Investimento Garantido)
  • 5 Horários disponíveis (Não realizamos reserva, somente com comprovação de pagamento)
  • Valor: R$ 350,00 – Parcela Única a ser paga via depósito bancário

Não deixe que esta oportunidade passe. Aproveite e entre em contato com nossa equipe hoje mesmo solicitando maiores informações e nossa ficha de cadastro. Temos apenas 5 horários disponíveis, e esta pode ser a sua chance de buscar algo que sempre procurou em si mesmo, mas nunca soube por onde começar.

Aguardamos seu contato e sua visita em nosso blog. Será sempre um prazer estar ao seu lado, na busca do Sucesso.

Abraços e Até Breve,

Coach Douglas Ferreira
Personal & Professional Coaching

Primeiro Vídeo Post – Apresentação de Coaching (#coach #coaching)

A Força de Acreditar (#renatorusso #legião #coach)

Hoje Renato Russo completaria 52 anos de vida, e como ele foi um espelho para mim e muitas pessoas de minha geração, neste artigo vamos escrever sobre a importância de se acreditar, seja em um sonho, ou mais importante, acreditar em sí mesmo. Não existe melhor forma de ilustrar o inicio deste artigo com a bela interpretação da música Mais uma Vez.

Mas é claro que o sol vai voltar amanhã
Mais uma vez, eu sei
Escuridão já vi pior, de endoidecer gente sã
Espera que o sol já vem.

Tem gente que está do mesmo lado que você
Mas deveria estar do lado de lá
Tem gente que machuca os outros
Tem gente que não sabe amar
Tem gente enganando a gente
Veja a nossa vida como está
Mas eu sei que um dia a gente aprende
Se você quiser alguém em quem confiar
Confie em si mesmo
Quem acredita sempre alcança!

Mas é claro que o sol vai voltar amanhã
Mais uma vez, eu sei
Escuridão já vi pior, de endoidecer gente sã
Espera que o sol já vem.

Nunca deixe que lhe digam que não vale a pena
Acreditar no sonho que se tem
Ou que seus planos nunca vão dar certo
Ou que você nunca vai ser alguém
Tem gente que machuca os outros
Tem gente que não sabe amar
Mas eu sei que um dia a gente aprende
Se você quiser alguém em quem confiar
Confie em si mesmo
Quem acredita sempre alcança!

Quem acredita sempre alcança!
Quem acredita sempre alcança!
Quem acredita sempre alcança!
Quem acredita sempre alcança!
Quem acredita sempre alcança!
Quem acredita sempre alcança!
Quem acredita sempre alcança!

Confie em sí mesmo… este deveria ser o primeiro pensamento de cada individuo ao acordar, no conforto de sua cama, após suas reflexões matinais.

Quando acreditamos em nós mesmos, quando acreditamos em nossos sonhos, podemos ter a certeza de que tudo irá se realizar.  Não irei me prolongar muito nesta singela homenagem, mas pare alguns minutos de seu dia corrido, e se dedique a escutar esta musica maravilhosa, e neste momento de reflexão, pense em todos os seus sonhos, desde sua infância, em tudo o que você já realizou e no que ainda pretende realizar em sua vida. Não se deixe influenciar por pessoas egoístas, mesquinhas ou invejosas, que apenas sabem julgar e criticar, sem somar nada ao seu desenvolvimento. Confie em si mesmo… Sempre.

Parabéns Renato, por suas mensagens sempre atuais.

Coach Douglas Ferreira

Resultados

Uma grande área de floresta virgem foi oferecida ao mestre Achaan Chah por aldeões da redondeza para que lá se iniciasse um mosteiro. Um rico seguidor leigo soube da doação e ofereceu-se para construir um templo, com um átrio magnífico, no alto da pequena montanha situada no meio da floresta. Outros seguidores leigos se reuniram, e projetou-se para aquele templo o maior átrio para Buda de todas as províncias da redondeza.

Choupanas para os monges foram construídas nas cavernas da montanha e uma estrada foi aberta a duras penas no meio da mata. A construção do templo começou pelo átrio: alicerces de concreto, colunas altas, uma plataforma para um gigantesco Buda de bronze. Porém, à medida que o trabalho prosseguia, novos edifícios iam sendo acrescentados ao projeto. Seguiram-se discussões complexas entre os patrocinadores leigos e os construtores. Qual deveria ser o grau de requinte de decoração do teto? Não seria melhor modificar o projeto desse modo ou daquele para torná-lo mais perfeito? Que tal colunas ocas e um enorme tanque subterrâneo para reter a água da chuva? Boas idéias não faltaram, embora fossem todas muito dispendiosas.

O ápice das discussões foi um demorado encontro com Achaan Chah. Os construtores, os patrocinadores leigos e todos os demais apresentaram as diferentes opções para o projeto, com seus custos e prazos de construção. Por fim, o rico seguidor leigo que iniciara tudo aquilo expôs as suas idéias e perguntou:

– Diga-nos, mestre, qual desses projetos devemos levar adiante? O mais frugal? O mais requintado? Como devemos proceder?

O mestre riu:

– Quando se faz o bem, os resultados são sempre bons.

E nada mais disse.

O átrio, depois de construído, ficou magnífico.

As Três Atitudes

1 – A do vaso, que retém e não dá nada.
2 – A do canal, que dá e não retém.
3 – A da fonte, que produz, dá e retém.

Existem seres humanos-vaso, cuja única meta é armazenar conhecimentos, objetos e dinheiro. São aqueles que acreditam saber tudo que há para saber: ter tudo o que há para ter e consideram sua tarefa terminada quando concluíram o armazenamento. Não podem compartilhar sua alegria nem por a serviço dos demais os seus talentos, nem sequer repartir conhecimento. São extraordinariamente estéreis, servidores do seu egoísmo, carcereiros de seu próprio potencial humano.

Por otro lado existem os seres humanos-canal, são aqueles que passam a vida fazendo e fazendo coisas. Seu lema é: “produzir, produzir e produzir”. Não estão felizes se não realizam muitas atividades e todas com pressa, sem perder um minuto. Acreditam estar a serviço dos demais, fruto de sua neurose produtiva, quando, na verdade, agir sem parar é o único modo que têm de acalmar suas carências; dão, dão e dão; mas não retêm. Seguem dando e se sentem vazios.

Mas também podemos encontrar seres humanos-fonte, que são verdadeiros mananciais de vida. Capazes de dar sem se esvaziar, de oferecer sua água sem terminarem secos. São aqueles que nos salpicam “gotinhas” de amor, confiança e otimismo, iluminando com seu reflexo nossa própria vida.

Com qual você se identifica?

O Pequeno do Xale Grande

(Adaptação de conto de J. Car)

O velho André era dono de uma pequena fortuna, que juntara durante uma vida de trabalho e economia. Vivia numa pequena chácara e, como era muito caridoso, repartia sempre o que possuía com os pobres.

Era seu costume dar roupas de seu uso aos pobres e nunca se esquecia de pôr um dinheirinho nos bolsos. Diziam que ele mesmo comprava roupas para dá-las aos maltrapilhos.

Certo dia, depois de uma chuva diluviana, o velho André examinava os danos causados pelo temporal, quando enxergou atrás da cerca de bambu um menino encharcado que dizia:

– Moço, moço! O senhor tem uma roupa velha para mim? Mamãe me mandou levar ovos à quitanda e a chuva me apanhou no caminho.

– Hum! Hum! fez o velho André. – Você é muito pequeno, mas, ainda assim, pode-se arranjar qualquer coisa. E levou-o para dentro de casa. Pouco tempo depois o garoto saía com umas calças enormes, enroladas nas pernas e com um xale capaz de cobrir o picadeiro de um circo! Ria feliz e despedia-se agradecido.

O velho André seguia-o com o olhar e murmurou baixinho: talvez…

A noite começava a envolver em trevas o caminho e a casinha modesta, quando alguém bateu à porta. O velho André parou de tomar sua sopa e foi atender. Era o garoto ainda envolvido pelo xale grande.

– Você por aqui?! interrogou o velho.

– É verdade, eu ainda – atalhou o menino, estendendo a mão com o dinheiro. Encontrei num dos bolsos e vim trazer. O velho André tomou o pequeno pela mão, olhou-o demoradamente e disse baixinho:

– Uma criança! Foi o único!

Era a primeira pessoa que vinha restituir o dinheiro, que sempre colocava no bolso das roupas que dava. Não demorou muito tempo e o velho André morreu. Abriram o seu testamento. Tinha legado todos os seus bens ao “pequeno do xale grande”, o mais grato, o mais honesto, o mais digno!

Matemática do Sucesso – Trabalho (#coach #trabalho #sucesso)

Life Coaching - Matemática do Sucesso

Chegamos ao final de nossa soma das habilidades e competências. Hoje vamos abordar um tema muito controverso, mas de extrema importância para que deseja alcançar o sucesso em sua vida: o Trabalho.

O cenário mais comum, é encontrarmos pessoas se lamentando que não obtém nada de valor em suas vidas, mas estas mesmas pessoas são as que buscam suas vitórias a custa de pouco trabalho, ou ainda pior a custas do trabalho de outras pessoas. Você é uma pessoa que trabalha para conquistar seus objetivos? O quanto você se considera uma pessoa pró-ativa? Ou como dizemos no popular, “pau para toda obra”?

Vamos fazer um pequeno teste para verificar sua pró-atividade (este teste foi desenvolvido para a plataforma do Facebook. Para realiza-lo, você deve possuir uma conta no Facebook e permitir o acesso do Quiz em seu perfil): Você é uma Pessoa Pró-Ativa?

Não existe sucesso sem trabalho. “No pain, no gain”, como um famoso jargão que caiu em gosto popular na década de 90. Ele reflete exatamente o grande segredo de nosso programa. Entenda que o sucesso nunca irá cair em seu colo, sem que você tenha que ter feito algum esforço para isto. Reconhecimento, Dinheiro e Fama não vêm senão a custa de muito suor e muito trabalho. Este é um dos princípios básicos de uma pessoa com atitude, determinação, motivação e organizada. Vamos visualizar uma descrição exata do que significa o trabalho em nossa equação:

“O Mestre na arte da vida faz pouca distinção entre o seu trabalho e o seu lazer, entre a sua mente e o seu corpo, entre a sua educação e a sua recreação, entre o seu amor e a sua religião. Ele dificilmente sabe distinguir um corpo do outro. Ele simplesmente persegue sua visão de excelência em tudo que faz, deixando para os outros a decisão de saber se está trabalhando ou se divertindo. Ele acha que está sempre fazendo as duas coisas simultaneamente.” (Texto budista)

Entenda que se você quer o sucesso em sua vida, você terá que trabalhar e muito para isso. Mas quando dizemos “trabalho”, não queremos dizer aquele trabalho enfadonho que você esta acostumado a realizar suas 44 horas semanais, é importante que o seu trabalho lhe traga satisfação pessoal muito mais que satisfação financeira. Um gari pode ser uma pessoa de muito sucesso, quando exerce seu trabalho seguindo sua missão de vida, quando ele é um individuo que tem como ideal de vida oferecer um mundo melhor para seus descendentes. Ele trabalha com gosto, sabendo que faz aquilo que deve ser feito. O mesmo nós podemos dizer de um oficial da lei, que sabe que em seu trabalho está proporcionando um mundo mais seguro para seus pares, ou um médico que exerce sua profissão sabendo que esta auxiliando para um mundo melhor, sem doenças. Vamos a alguns questionamentos importantes:

  1. O que é sucesso para você?
  2. De que forma o meu trabalho hoje, pode me ajudar a alcançar o meu sucesso futuramente?

Vamos ao trabalho?

Promoção – Conheça a Ti Mesmo – Coaching Online (#coach)

Parábolas para Reflexão – Princípio 10/90 (#coach #sucesso)

De acordo com Stephen Covey, 10% da vida estão relacionados com o que se passa conosco e não temos controle sobre eles, já 90% com a forma como reagimos aos fatos que vão determinar suas conclusões.

O que isso quer dizer? Realmente, não podemos evitar que o carro enguice, um avião atrase, um semáforo fique vermelho, etc. Isso representa 10% do que nos sucede. Os restantes 90% serão determinados com nossas reações.

Exemplo: Você esta tomando o café da manhã com sua família. Sua filha, ao pegar a xícara, deixa cair café na sua camisa branca de trabalho. Você não tem controle sobre isto, mas terá sobre o que acontecerá em seguida.

Você se irrita, repreende severamente sua filha, ela começa a chorar. Você censura sua esposa por ter colocado a xícara muito na beirada da mesa e daí, tem o prosseguimento de uma batalha verbal. Contrariado e resmungando, você vai trocar a camisa e voltando, encontra sua filha chorando mais ainda e ela acaba perdendo o ônibus para a escola. Sua esposa vai para o trabalho também contrariada e você tem que levar sua filha de carro para a escola. Como esta atrasado, dirige em alta velocidade é barrado por um guarda de trânsito e multado após 15 minutos de discussão. Deixa sua filha na escola, que desce sem se despedir de você e ao chegar ao escritório, percebe que esqueceu de sua maleta.
Seu dia começou mal e ansioso para terminar o dia, é recebido friamente e em silêncio pela sua esposa e filha, ao chegar em casa.

Por quê seu dia foi tão ruim?
1. Por causa do café?
2. Por causa de sua filha?
3. Por causa de sua esposa?
4. Por causa da multa de trânsito?
5. Por sua causa?
A resposta correta é a de número 5, pois o fator determinante foi a ausência de controle sobre o acontecido.

De outra forma:
O café cai em sua camisa. Sua filha chora e você diz gentilmente a ela: “Esta bem querida, você só precisa ter mais cuidado”.
Depois de pegar outra camisa e a pasta executiva, você volta, olha pela janela e vê sua filha pegando o ônibus. Dá um sorriso e ela retribui dando adeus com a mão.

Notou a diferença?
Duas situações iguais com finais opostos. Portanto se alguém fizer um comentário negativo, procure não levar a serio, evitando assim ser afetado e tirando sua energia.

Autor: Stephen Covey
Fonte: www,metaforas.com.br

Tesouro de Bresa – Melhoria Continua (#coach #kaizen #sucesso)

Houve outrora, na Babilônia, um pobre e modesto alfaiate chamado Enedim, homem inteligente e trabalhador, que não perdia a esperança de vir a ser riquíssimo. Como e onde, no entanto, encontrar um tesouro fabuloso e tornar-se, assim, rico e poderoso? Um dia, parou na porta de sua humilde casa um velho mercador da Fenícia, que vendia uma infinidade de objetos extravagantes. Por curiosidade, Enedim começou a examinar as bugigangas oferecidas, quando descobriu, entre elas, uma espécie de livro de muitas folhas, onde se viam caracteres estranhos e desconhecidos. Era uma preciosidade aquele livro, afirmava o mercador, e custava apenas três dinares.

Era muito dinheiro para o pobre alfaiate, razão pela qual o mercador concordou em vender-lhe o livro por apenas dois dinares.

Logo que ficou sozinho, Enedim tratou de examinar, sem demora, o bem que havia adquirido. E qual não foi sua surpresa quando conseguiu decifrar, na primeira página, a seguinte legenda: “O segredo do tesouro de Bresa.” Que tesouro seria esse? Enedim recordava vagamente de já ter ouvido qualquer referência a ele, mas não se lembrava onde, nem quando. Mais adiante decifrou: “O tesouro de Bresa, enterrado pelo gênio do mesmo nome entre as montanhas do Harbatol, foi ali esquecido, e ali se acha ainda, até que algum homem esforçado venha encontrá-lo.” Muito interessado, o esforçado tecelão dispôs-se a decifrar todas as páginas daquele livro, para apoderar-se de tão fabuloso tesouro. Mas, as primeiras páginas eram escritas em caracteres de vários povos, o que fez com que Enedim estudasse os hieróglifos egípcios, a língua dos gregos, os dialetos persas e o idioma dos judeus. Em função disso, ao final de três anos Enedim deixava a profissão de alfaiate e passava a ser o intérprete do rei, pois não havia na região ninguém que soubesse tantos idiomas estrangeiros.

Passou a ganhar muito mais e a viver em uma confortável casa.

Continuando a ler o livro, encontrou várias páginas cheias de cálculos, números e figuras. Para entender o que lia, estudou matemática com os calculistas da cidade e, em pouco tempo, tornou-se grande conhecedor das transformações aritméticas. Graças aos novos conhecimentos, calculou, desenhou e construiu uma grande ponte sobre o rio Eufrates, o que fez com que o rei o nomeasse prefeito.

Ainda por força da leitura do livro, Enedim estudou profundamente as leis e princípios religiosos de seu país, sendo nomeado primeiro-ministro daquele reino, em decorrência de seu vasto conhecimento.

Passou a viver em suntuoso palácio e recebia visitas dos príncipes mais ricos e poderosos do mundo.

Graças ao seu trabalho e ao seu conhecimento, o reino progrediu rapidamente, trazendo riquezas e alegria para todo seu povo.

No entanto, ainda não conhecia o segredo de Bresa, apesar de ter lido e relido todas as páginas do livro.

Certa vez, então, teve a oportunidade de questionar um venerando sacerdote a respeito daquele mistério, que sorrindo esclareceu:

– O tesouro de Bresa já está em seu poder, pois graças ao livro você adquiriu grande saber, que lhe proporcionou os invejáveis bens que possui. Afinal, Bresa significa “saber”…

Com estudo e trabalho pode o homem conquistar tesouros inimagináveis. O tesouro de Bresa é o saber, que qualquer homem esforçado pode alcançar, por meio dos bons livros, que possibilitam “tesouros encantados” àqueles que se dedicam aos estudos com amor e tenacidade.