O Mal do Século já foi a Solidão (#coach #reflexão #ficadica)


Renato Russo já parafraseou esta afirmação, e o século 20 foi realmente o século em que a solidão reinou os corações, mente e alma de grande parte dos indivíduos que habitam este nosso planeta terra. Alguns ainda se mantém nesta visão, e mesmo já sendo século 21, ainda é possível ouvir hora ou outra que a solidão ainda é o mal do século. Mas tudo evolui, e não poderia ser diferente com os sentimentos, principalmente o sentimento de solidão.

Em meus trabalhos como Coach, tenho detectado um novo mal, que vem assolando nossos amigos, companheiros e pessoas de nossa convivência. Derivado da solidão, este novo conhecimento (ou a falta dele) vem de forma desenfreada e causando uma série de transtornos. Este será o século em que as pessoas estão perdidas em um labirinto interior, muito mais avassalador que a solidão por si só. As pessoas hoje perderam sua identidade, não se conhecem mais, não sabem quem realmente são.

Você sabe quem você é?

Quem é você? Faça um perfil sobre si mesmo, sem se preocupar se outras pessoas irão ver. Hoje é fácil encontrar um perfil pessoal nas mais diversas redes sociais, mas grande parte destes perfis são meras montagens e construções pré-moldadas, sem realmente descrever o interior das pessoas. É impressionante que a Internet, uma ferramenta de interação e pesquisa, tenha tido um grande peso nesta falta de autoconhecimento. Hoje em simples buscas pelo Google, é possível obter um perfil completo para expormos “quem somos” em nossas redes, mas quando alguém, frente a frente, nos pergunte quem somos, ficamos completamente perdidos.

As pessoas me procuram como profissional em Coach para resolver inúmeros problemas, sejam eles de origem pessoal, profissional, financeira ou outros, mas através das técnicas aplicadas, das ferramentas utilizadas, e das sessões realizadas, chegamos sempre a um mesmo ponto em comum: “Quem Sou Eu?“.

Esta dúvida que assola milhares de pessoas, causa grandes prejuízos em todas as suas áreas de vida e convivência. E o processo para um autoconhecimento neste sentido, existe um árduo trabalho a ser realizado, envolto de muitos momentos desconfortáveis, mas necessários para se obter resultado. Um Coach é sempre recomendado durante este processo, pois com sua experiência, técnicas e ferramentas, tem um suporte adequado para ajuda-lo a transpassar esta fase ruim e se tornar uma pessoa plena e realizada dentro de todas as áreas de sua vida.

Faça este questionamento a você mesmo, diante do espelho: “Quem Sou Eu?” e se neste momento você sentir uma angustia por não saber a resposta, então é o momento ideal de procurar um Coach.

Abraços, Sucesso e Até Breve

Coach Douglas Ferreira

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s