Arquivo da tag: douglas coach

Processo de Coaching Online

Coach Douglas FerreiraCoach Douglas FerreiraO processo de Coaching Online é muito aplicado em diversos países como uma ferramenta de desenvolvimento pessoal prática e de fácil aplicação. A partir deste artigo, iremos reproduzir este processo de forma que você possa desenvolver suas habilidades e competências de forma agradável e no conforto de sua casa.

Inicialmente, vamos montar um roteiro de trabalho padrão, que pode ser alterado de acordo com cada caso. Neste roteiro, faremos um passeio pelas mais diversas técnicas de coaching de forma educadora e clara.

A aplicação de coaching online segue o mesmo processo do coaching presencial, com a diferença de ser aplicado através de correio eletrônico (e-mail) ou por ferramentas de comunicação online (Msn – Skype –  Yahoo’ Messenger). Vamos ver as vantagens e desvantagens de cada processo:

Correio eletrônico:

Vantagens:

  • Maior disponibilidade de tempo (não é necessária presença obrigatória em data e hora determinada).
  • Menor custo (O valor é referente ao atendimento por e-mail de 01 sessão por semana (1 e-mail) pelo período de 04 semanas, equivalente a R$ 300,00 – Cada sessão sai por apenas R$ 75,00 com limitação de até 01 e-mails por semana).
  • Maior tempo de análise e entendimento das técnicas utilizadas.

Desvantagens:

O processo de coaching através do correio eletrônico demanda mais tempo de acompanhamento, devido a demora do feedback necessário para as ações realizadas pelo coachee, dependendo mais de seu comprometimento com o processo e determinação em realizar as tarefas determinadas durante o mesmo. A garantia de sucesso no decorrer do processo depende exclusivamente deste compromisso do coachee, sendo este um fator determinante para a obtenção dos resultados esperados.

Ferramentas de Comunicação Online:

Vantagens:

  • Contato direto entre o Coach e o Coachee, facilitando o feedback relacionado as técnicas e ferramentas utilizadas.
  • Menor custo em relação ao coaching presencial (O valor se refere ao atendimento online por comunicador instantâneo de 01 sessão por semana pelo período de 04 semanas, equivalente a R$ 360,00 – Cada sessão sai por apenas R$ 90,00 sendo 01 sessão semanal).
  • Análise imediata e simultânea das técnicas utilizadas

Desvantagens:

O processo de coaching por ferramentas de comunicação online exige o compromisso presencial de pelo menos 02 sessão semanal com duração de 45 minutos, sendo o dia e horário fixo e pré-determinado durante a sessão inicial. A garantia de sucesso no decorrer do processo depende exclusivamente deste compromisso do coachee, sendo este um fator determinante para a obtenção dos resultados esperados.

Roteiro padrão de Coaching Online

Determinar um bom roteiro de trabalho é fundamental para a aplicação do coaching online. Este roteiro deve ser formalizado durante a primeira sessão, e seguido de forma a alcançar os resultados determinados. Abaixo, vamos delimitar um modelo padrão de roteiro de trabalho, que poderá ser alterado conforme as necessidades e particularidades de cada cliente:

  • Especificação de Objetivo
  • Identificação de Valores
  • Resultados Esperados
  • Missão e Propósito
  • Administração de Tempo
  • Dreamlist

Outras ferramentas e técnicas podem ser utilizadas e exploradas conforme a sua necessidade junto ao processo de desenvolvimento pessoal:

  • Roda da Vida
  • Ganhos e Perdas
  • Swot Pessoal
  • Ensaio Mental
  • Crenças Limitantes
  • Entre muitos outros…

Para fazer uma consulta gratuita e criar um roteiro de trabalho adequado aos seus ideais, entre em contato através do e-mail douglas.coach@gmail.com e marque um horário ou requisite um e-mail de pesquisa inicial. Nos próximos artigos, iremos descrever detalhadamente os modelos de trabalho de acordo com o roteiro pré-estabelecido acima.

Abraços e Sucesso Sempre.

=======================================================

Lista de Roteiros:

=======================================================

Seus comentários podem nos ajudar a melhorar e oferecer um conteúdo mais direcionado. Ajude-nos a fazer deste espaço, um local onde as suas dúvidas podem encontrar uma solução.

O MESTRE BAMBU CHINÊS

Em um trabalho junto a uma de minhas amigas, a mesma me presenteou com a leitura deste belo texto, e que se encaixa perfeitamente com os processos mais comuns de coaching. Todo processo parece ser sempre lento, mas na realidade, ele esta agindo, agindo dentro de nosso individuo, e quando chegar o momento certo, ele irá florescer e se destacar em seu mundo. Em breve, estarei fazendo alguns artigos sobre a forma como o coaching atua, e esta parábola é um belo texto para iniciar esta nova série de artigos.

“Depois de plantada a semente desse incrível arbusto, não se vê nada, absolutamente nada, por 4 anos – exceto o lento desabrochar de um diminuto broto, a partir do bulbo”.

Durante 4 anos, todo o crescimento é subterrâneo, numa maciça e fibrosa estrutura de raiz, que se estende vertical e horizontalmente pela terra.
Porém, no quinto ano, o bambu chinês cresce, até atingir 24 metros.”

Covey escreveu: “Muitas coisas na vida (pessoal/ profissional) são iguais ao bambu chinês. Você trabalha, investe tempo e esforço, faz tudo o que pode para nutrir seu crescimento e, às vezes, não se vê nada por semanas, meses, anos. Mas se tiver paciência para continuar trabalhando e nutrindo, atingirá o propósito: O crescimento e a mudança que se processam o deixarão espantado”.

O bambu chinês mostra que a persistência vence o fracasso.

Em nossos trabalhos, especialmente projetos que envolvam mudança de comportamento, cultura e sensibilização para novas ações e expansão da consciência, o bambu chinês é um grande Mestre.

Autor desconhecido

Coaching o Melhor benefício pelo menor custo

O Coaching é uma ferramenta que, ao contrario de que muitos pensam, está acessível a todos os tipos de pessoas. Veja abaixo nossos valores e escolha a opção que melhor se encaixa dentro de seu orçamento. Aproveite esta chance de mudar o rumo de sua vida e carreira.

Coaching Online: E-mail

  • Custo por sessão individual: R$ 100,00
  • Pacote 1 (4 sessões / 2 e-mail por semana): R$ 300,00
  • Pacote 2 (8 sessões / 2 e-mail por semana): R$ 560,00
  • Pacote 3 (12 sessões / 2 e-mail por semana): R$ 720,00

Coaching Online: MSN / Skype (Sessões de 45 minutos)

  • Custo por sessão individual: R$ 120,00
  • Pacote 1 (4 sessões / 2 sessões por semana): R$ 420,00
  • Pacote 2 (8 sessões / 2 sessões por semana): R$ 840,00
  • Pacote 3 (12 sessões / 2 sessões por semana): R$ 1260,00

Coaching Presencial (Sorocaba e Região)*

  • Custo por sessão individual: R$ 150,00
  • Pacote 1 (4 sessões / 2 sessões por semana): R$ 520,00
  • Pacote 2 (8 sessões / 2 sessões por semana): R$ 1040,00
  • Pacote 3 (12 sessões / 2 sessões por semana): R$ 1560,00

* Os custos com transporte são de responsabilidade do contratante. O Local das sessões deverão ser combinados entre o Coach e seu cliente.

Confira nossas promoções vigentes:

Verifique outras opções e parcelamentos. Para o processo de coaching online trabalhamos com depósito bancário. Entre em contato com nossa equipe e peça uma avaliação grátis.

Modelo 7 – Introdução – Análise Swot

Vamos iniciar mais um dos modelos utilizados para a prática do Coaching Online. Este modelo será dividido em duas partes, a primeira tratando do Swot Pessoal, e a segunda, do Swot para múltiplos cenários.

Nesta introdução, vamos conhecer um pouco mais sobre a ferramenta Swot:

A Análise SWOT [em que o termo SWOT é uma sigla inglesa para Forças ou Pontos Fortes (Strengths), Fraquezas ou Pontos Fracos (Weaknesses), Oportunidades (Opportunities) e Ameaças (Threats)], cuja criação é atribuída a Kenneth Andrews e Roland Christensen, dois professores da Harvard Business School, consiste num modelo de avaliação da posição competitiva de um indivíduo ou companhia no mercado. Essa avaliação da posição competitiva é efetuada através do recurso de uma matriz de dois eixos (o eixo das variáveis internas e o eixo das variáveis externas), cada um dos quais composto por duas variáveis: pontos fortes (Strenghts) e pontos fracos (Weaknesses) da organização ou indivíduo; oportunidades (Opportunities) e ameaças (Threats) do meio envolvente.

Ao construir a matriz a variáveis são sobrepostas, facilitando a sua análise e a procura de sugestões para a tomada de decisões, sendo uma ferramenta imprescindível na formação de Planos de Negócio e na definição de Estratégias e Realização de Metas.

Abaixo podemos ver a representação gráfica da matriz, com as sugestões genéricas para cada um dos quadrantes que a compõem.


Para a construção da matriz são necessárias dois tipos de análises: por um lado uma análise interna e por outro uma análise externa. No caso da análise interna, esta permite identificar aspectos em que a organização ou indivíduo apresenta pontos fortes e aspectos em que apresenta pontos fracos relativamente aos seus concorrentes. Quanto à análise externa, esta consiste numa avaliação da envolvente da organização ou do indivíduo de forma a identificar oportunidades e ameaças com que este se depara ou possa vir a deparar. Qualquer uma destas análise deverá ser efetuada não apenas numa perspectiva estática, mas também numa perspectiva dinâmica e permanente.

Análise Swot – Passo a Passo:

Modelo 6 – Dream List (A lista dos sonhos)

Vamos começar este processo com uma pesquisa já muito conhecida de muitos que buscam informações sobre a realização de objetivos:

Estudos e pesquisas comprovam que pessoas que tem metas avançam na vida, enquanto as que não tem estacionam na vida, porém, as que tem metas escritas atingem seus objetivos com muito mais velocidade do que as que não tem. Um estudo científico realizado na universidade norte-americana de Yale, datado de 1953. O resultado é motivador, surpreendente e deixa clara a importância do ser humano ser orientado por uma META. Um grupo de alunos graduados foi entrevistado e respondeu se tinha suas metas claras e anotadas, com um plano para atingi-las. Pasmem! Só 3% (três por cento) tinham tais metas anotadas e planejadas. O estudo prossegue e, vinte anos mais tarde, em 1973, os pesquisadores voltaram e entrevistaram os membros da turma dos graduados de 1953. Prepare o seu coração para o resultado. Descobriram que os salários dos 3% que tinham suas metas há vinte anos atrás somavam mais do que os salários dos 97% que não tinham suas metas anotadas. Além dos salários incrivelmente superiores, o nível de felicidade que os graduados sentiam também era superior nos 3% que tinham as metas escritas. Esse é o Poder das METAS. Uma meta clara e arrojada pode transformar a vidas das pessoas.

Este é um pequeno exemplo de que escrever nossas metas é um fator determinante na realização de nossos objetivos. Hoje estamos cercados de listas, as quais damos talvez mais importância que o devido: Listas de Mercado, Listas de Presentes, Listas de Convidados, Porque então, não tirar um tempo para que possamos formular nossa Lista de Sonhos?

Este é um processo bem simples. Em uma folha de papel em branco (segue modelo no final deste artigo) descreva uma lista de Sonhos, Desejos, Metas, Objetivos e Planos. Exemplo:

  • – Comprar um Carro Novo
  • – Fazer uma Faculdade / Pós Graduação / Doutorado
  • – Comprar uma Casa
  • – Viajar para o Exterior
  • – Comprar um Barco / Lancha
  • – Fazer um curso de Línguas Estrangeiras
  • – Montar um Negócio Próprio
  • – Fazer um curso de Teatro
  • – Parar de Fumar
  • – Emagrecer 10 quilos

Esta é uma lista pequena de exemplo, mas envolve muito de nossos desejos e sonhos.

Agora vamos categorizar nossos objetivos, seguindo o padrão abaixo:

  • Categorias: PE: Pessoal – PR: Profissional – RE: Relacionamentos – QV: Qualidade de Vida
  • Sub-Categorias: SA: Saúde – IN: Intelectual – EM: Emocional – FI: Finanças – CO: Contribuição – RE: Realização – FA: Familia – AM: Amor – SO: Social – LA – Lazer – ES: Espiritual
  • Prazos: CP: Curto Prazo (1 a 3 anos) – MP: Médio Prazo (3 a 5 anos) – LP: Longo Prazo (5 a 20 anos)

Vamos ver como ficaria nosso exemplo:

  • – Comprar um Carro Novo (PE – FA – CP) Escolhi como família, pois no nosso exemplo o carro é para a família.
  • – Fazer uma Faculdade / Pós Graduação / Doutorado (PR – IN – CP)
  • – Comprar uma Casa (QV – FA – MP)
  • – Viajar para o Exterior (PE – RE – CP)
  • – Comprar um Barco / Lancha (PE – LA – MP)
  • – Fazer um curso de Línguas Estrangeiras (PR – IN – CP)
  • – Montar um Negócio Próprio (PR – QV – MP)
  • – Fazer um curso de Teatro (PE – LA – CP)
  • – Parar de Fumar (QV – SA – CP)
  • – Emagrecer 10 quilos (QV – SA – CP)

Você deve guardar esta lista com você, na carteira, em um quadro no seu escritório, em um lugar que seja sempre visível e de fácil acesso. Ter contato com esta lista diariamente, lhe dará motivos para lutar pelos seus objetos, e desta forma, realizá-los. Quando iniciar um processo de coaching para a realização de seus objetivos, você já terá em mãos quais são eles, e quando você pretende realizar, o que vai facilitar em muito o processo geral.

Dream List – Download

Espero que tenham gostado deste processo, e que seja de auxilio para que todos possam realizar suas metas. Qualquer dúvida, entrem em contato através de nossos comentários. teremos prazer em lhe ajudar a realizar seus sonhos.

Abraços e Sucesso Sempre…

Comprometimento – Onde se esconde esta força tão poderosa?

Em meus trabalhos como Coach, tenho notado que o grande rival da execução das metas planejadas, dos sonhos desejados, do sucesso pessoal é o comprometimento. Na verdade, o comprometimento não tem culpa nos fracassos de nossas vidas, mas a falta dele é um fator que merece muito de nossa atenção.

A grande maioria dos indivíduos querem realizar seus objetivos, mas não conseguem avançar mais do que alguns passos em direção as suas metas. Porque isso ocorre? Falha do planejamento? Falha na forma de trabalho de um Coach contratado? De quem é realmente a culpa destes fracassos?

Indo diretamente ao fundo da questão, hoje é comum, e até mesmo fácil, colocar a culpa de nossos fracassos na situação em que vivemos nas pessoas que nos rodeiam, ou até mesmo na falta de tempo, ou de meios para se chegar ao sucesso. Mas o que é difícil é assumir a responsabilidade de nossos próprios atos. Um exemplo prático? Pense em um objetivo que você tenha, e que ainda não conseguiu realizar. Agora, levante-se, e se olhe no espelho, e olhando para sí mesmo, faça a simples pergunta:

 – O Quanto eu estou comprometido com este meu sonho? O Quanto eu estou dando de mim mesmo, para alcançar meu objetivo? Chegar até minhas metas?

Quando encontrarmos as respostas a estas perguntas, mas respostas sinceras, livres da hipocrisia que vivemos no dia a dia, teremos então dado não um pequeno passo, mas sim um salto em direção a realização do que planejamos.

É neste ponto que o comprometimento entra em cena. Comprometermos-nos a algo, é fazer um contrato pessoal de que este sonho é realmente importante, e que iremos usar de todas as nossas forças, meios e competências para realizá-lo. Podemos então perceber, que talvez não tenhamos as competências necessárias, mas se é nosso objetivo, faz parte então neste contrato de buscar estas competências, aprender novas perícias, buscar em nosso interior os valores que nos remetem a ter esta realização em nossa vida.

Este não é um processo muito fácil, principalmente quando nos “acostumamos” a retirar a responsabilidade de nossas próprias costas, e transferi-las para terceiros ou eventos que estão alheios a nossa vontade. Esta é uma das principais zonas de conforto que devemos evitar, dentre muitas outras que podem matar um sonho antes mesmo de que ele possa surgir em nossa mente. Quando transferimos esta responsabilidade para outros, o que fazemos realmente é assumir que não estamos completamente comprometidos com nosso desejo, que ele não é tão importante assim quanto parece ser. Estamos apenas aceitando a derrota, antes de iniciar a batalha real.

Ta, mas e ai? O que eu posso fazer para evitar esta derrota, e me comprometer com meu objetivo? O que eu posso fazer de diferente em minha vida, que irá me transformar, de um “perdedor”, para um VENCEDOR?

Está é uma pergunta difícil de ser respondida, até mesmo porque a sua resposta incluem muitas variáveis, mas o importante é entender que a principal variável, que tem o maior peso nesta resposta, é o COMPROMETIMENTO.

Um bom principio, é buscarmos nas pequenas necessidades o nosso comprometimento. Imaginemos como base para este aprendizado, sim, porque o comprometimento é um aprendizado, então, imaginemos a Pirâmide de Maslow, a Hierarquia das Necessidades.

Em sua Base, estão nossas necessidades primordiais, nossas Necessidades Fisiológicas. É aqui, nesta base, que iremos encontrar a raiz do comprometimento com nossos desejos. Para que o exemplo possa possuir força suficiente para impressionar, iremos buscar a Principal dessas necessidades, a Necessidade de Respirar.

Quanto tempo, cada um de vocês conseguem ficar sem respirar? 1 minuto? 5 minutos talvez? Depende da cada um, mas a pergunta é: Se alguém, sem nenhum motivo, retirar sua capacidade de respirar, o quanto você esta comprometido com você mesmo, para resgatar esta capacidade? O que você seria capaz de fazer, para que pudesse voltar a sentir o ar inflando seus pulmões? Esta resposta é a raiz do comprometimento. Quando estamos falando de nossas necessidades básicas, sejam elas comer, respirar, dormir, entre muitas outras, a comprometimento surge como uma força quase que incontrolável. Este é o nosso senso de sobrevivência. Nosso Instinto.

Avançando em nossa Pirâmide, chegamos ao terreno da Segurança. Quando todas as nossas necessidades primárias estão saciadas, nosso comprometimento ainda age forte em nossas decisões. Hoje, você pode ter uma família, esposa, filhos.. O quanto você esta disposto a se doar para as pessoas que estão ao seu lado, que dividem um sentimento forte de afeto, para que estas pessoas se sintam seguras? Confortáveis? Você já se viu na situação, de ter que aturar aquele chefe chato, que quando te vê só sabe humilhar? Por quanto tempo você esta agüentando esta situação? O que te faz se manter neste trabalho? Outra vez encontramos nosso amigo, o Comprometimento. É o seu comprometimento com as pessoas que estão ao seu lado, que te fazem prosseguir, mesmo quando sua vontade é jogar tudo para o alto e desistir.

Avançando mais um degrau, chegamos aos relacionamentos pessoais. Da mesma forma que a segurança, os relacionamentos pessoais nos trazem um comprometimento voltado para terceiros, direcionado para pessoas que estão a nossa volta e representam algo de valor. Comprometemos-nos a sair com nossos amigos no Happy Hour, nos comprometemos a levar nossa consorte a um jantar em uma data especial. Todas estas situações mostram que temos em nosso interior a capacidade de comprometimento. Mas em todas estas fases, não encontramos ainda a fórmula de usar este comprometimento ao nosso favor. E é agora que entramos na quarta e quita etapa da Pirâmide de Maslow.

Já vimos que podemos nos comprometer, seja de uma forma irracional, para satisfazer nossas necessidades básicas, seja para a segurança de nossas famílias, ou seja, para o envolvimento de terceiros, mas então, porque é tão difícil quando chegamos a este ponto, de buscarmos nossa auto-estima e nossas realizações pessoais, de se comprometer com nós mesmos? Levando para um lado um pouco religioso, isso acontece porque não estamos agindo de acordo com um dos ensinamentos primordiais:

“Amar a Deus acima de tudo, e ao próximo como a sí mesmo”

Quanto a amar a Deus, isto é incondicional, seja seu Deus qual for, seja sua religião qual for, mas o que nos esquecemos, e de forma constante, é de amarmos a nós mesmos. Esta máxima da religião resume o principio do comprometimento. Como podemos amar ao próximo, se não sabemos ainda nos amar? Voltemos a nossa pirâmide:

Já sabemos onde nosso comprometimento habita, e ele é demonstrado facilmente quando a questão principal envolve outras pessoas. Mas e quando envolve somente a nós? O Quanto nós nos estimamos? Sim, de acordar de manhã, e nos dar o direito de uma boa espreguiçada, de se olhar no espelho, e sorrindo, desejar um bom dia a nós mesmos? Esses pequenos gestos passam por despercebidos, pois estamos “comprometidos” com terceiros. E quando chegamos ao topo? Quando chegamos as nossas realizações pessoais? Como fica?

A quanto tempo você tem adiado aquela viagem? A compra daquele carro? Ao passeio de fim de semana com sua família? É nestas pequenas ações que começamos a observar o quanto é difícil se comprometer, quando o assunto em questão somos nós. E então surgem as desculpas: Não tenho tempo. Não posso me dar ao luxo. Eu não consigo. Minha família não deixa. Meu patrão me sufoca. Etc.

Este é o momento de mudar esta mentalidade. Este é o momento de tomar as rédeas de sua própria vida, e realizar o que deseja. Sei que muitos vão criticar: “Poxa Douglas, eu queria sim ter um carro novo, mas isso é impossível, tenho uma família para sustentar, escola para pagar, dívidas e mais dívidas.” Sim, concordo com cada uma dessas questões, mas o que te impede, de fazer um planejamento, e seguir este planejamento? Quer viajar? o que impede você de economizar um pouco de cada vez, e planejar sua viagem para daqui 1, 2 anos?

O que impede, é a falta de comprometimento com o seu desejo, com o seu sonho, e assim, empurrar desculpas e mais desculpas para que o mesmo se perca no horizonte, além de suas vistas, onde ele estando oculto, talvez não o perturbe tanto.

“O Impossível só é impossível, até alguém realizá-lo”

Estas são as palavras que devemos levar em nossa bandeira, a frente de cada uma de nossas ações. Não precisamos nos tornar egoístas, para realizarmos nossos sonhos, só precisamos planejar. Planejar, e realizar cada passo, com determinação, perseverança e principalmente, com COMPROMETIMENTO.

Abraços a todos que acompanham meus artigos, e aguardo criticas, sugestões e quem sabe um ou outro elogio também.

Obrigado e Até Breve.

Modelo 2 – Identificação de Valores

Aqui começaremos o segundo Modelo de Coaching Online. Nesta sessão, iremos evidenciar a importância de nossos valores.

Valores são preceitos de vida. Pode ser designado como tudo aquilo pelo que acreditamos ser importante viver. Os nossos valores norteiam nosso modo de viver e de caminhar, desta forma, exercem grande influência na forma como criaremos nossos caminhos para alcançar nossos objetivos.

Muito já foi falado sobre valores aqui em nosso espaço, como poderá ser visto nos links a seguir. Este artigo vem resgatar um pouco de tudo que já aprendemos como também reforçar a forma que devemos utilizar essa poderosa força interior que existe dentro de cada um de nós.

Artigo 1Artigo 2Artigo 3

A melhor forma de determinar nossos valores é através de questionamentos. Vamos ver como isso funciona utilizando um exemplo de objetivo.

“Certo individuo cujo objetivo era o de conseguir uma renda financeira melhor, foi questionado a respeito de seus valores. Como resposta, ele definiu que esta valorização financeira lhe traria mais segurança junto a sua família, um maior conforto, estabilidade para usufrui de seus ganhos sem preocupações, entre outras coisas. Somente neste pequeno discurso, é possível ver a importância que o mesmo dá a sua família, e como isso torna a Família um valor positivo que irá auxilia-lo na execução de seu objetivo“.

Quando determinamos nossos valores, e utilizamos os mesmos como combustível para avançar em nosso caminho rumo às metas determinadas, a chance de fracasso diminui. Após determinamos os nossos valores, podemos utiliza-los para alavancar nossos objetivos. Ao primeiro sinal de desanimo, se lembre de seus valores, como “Família”, “Tranquilidade”, “Segurança”, e veja como isso renova suas energias e te faz caminhar sempre além do que acha capaz.

A seguir, para auxiliar o encontro de seus valores, segue uma lista de questionamento que provoca em nós a capacidade de extrair o que realmente é importante em nossas vidas:

  1. Pense em seus objetivos. Porque este objetivo é importante? O que sua realização lhe trará?
  2. Pense nas coisas que são mais importantes para você. O que estas coisa lhe proporcionam?
  3. O que é mais importante para você na sua vida? Qual o sentimento que isto lhe traz?
  4. Porque isto é importante para você?
  5. Você pode se lembrar de um comportamento indesejado? Se apenas este comportamento lhe trouxesse algum benefício. Qual seria? O que este comportamento lhe proporciona?

Através destes questionamentos, faça uma reflexão de alguns minutos consigo mesmo e liste o que você acredita serem os seus valores. Se esforce para conseguir uma lista com pelo menos 5 valores importantes para você. Imprima esta lista em um formato que caiba em sua carteira, e quando se encontrar em momentos em que lhe falta a força necessária para prosseguir, seja lá o que estiver fazendo, releia a lista, e veja como isto lhe dará novas forças para chegar até o fim.

Em breve, ao fim deste ciclo de modelos de coaching online, estarei disponibilizando uma planilha completa de Especificação de objetivos. Como visto acima, os valores pessoais possuem grande importância também na elaboração e execução dos mesmos. Em caso de dúvidas a respeito dos resultados obtidos, entre em contato através de nosso e-mail douglas.coach@gmail.com, que ficaremos felizes em poder ajuda-lo. Caso deseje um acompanhamento mais detalhado, verifique os valores referentes à forma de atendimento e entre em contato com nossa equipe para agendar uma primeira sessão gratuita.

CRIE-PE – Especificação de Objetivo (Modelo 1)

Esta é uma das ferramentas para “formularmos” nossos objetivos. O CRIE-PE é um acrônico referente aos seguintes termos:

  • Contextualizado
  • Recursos Necessários
  • Iniciado e Mantido pelo Indivíduo
  • Ecológico
  • Positivo
  • Evidência

Vamos entender passo a passo o processo de tornar nosso objetivo mais real e palpável, conhecendo os termos e aprendendo a organizar nosso pensamento. O CRIE-PE auxilia na concepção do objetivo tornando nossa visão mais ampla sobre o propósito. Vamos aos termos:

Contextualizado: Contextualizar seu objetivo é detalhar o mesmo, transforma-lo em algo palpável, descrever cada ação ou sentimento que possa vir do objetivo realizado. Coloque o seu objetivo em pratica, pelo menos dentro de sua cabeça. Passe seu objetivo para o papel, formule ideias, comece neste primeiro momento a criar uma rota de trabalho para obter o que você deseja. Quanto mais você se focar em seu objetivo, mais real ele se torna.

Recursos Necessários: Agora que você tem uma prévia mais detalhada do que deseja, é importante você verificar se possui todos os requisitos para alcançar seu objetivo. Por exemplo, se você tem como objetivo conhecer um novo País, e escolheu para isso a Inglaterra, o primeiro passo neste momento é verificar se você sabe o idioma inglês adequadamente para poder se manter na Inglaterra. Muitas pessoas que planejam seus objetivos se esquecem deste detalhe, e acabam realizando objetivos sem os devidos preparos. Num exemplo mais direto, poderíamos detalhar o seguinte caso:

“Determinado individuo desejava muito ter o seu primeiro carro, e colocou isso como objetivo de sua vida. Após muito trabalho e economias, enfim ele conseguiu comprar o seu carro, para só então perceber, que ainda não sabia dirigir.”

Iniciado e Mantido pelo Individuo: Determine neste ponto se o objetivo pode ser iniciado e mantido somente a partir de seu esforço pessoal. Muitas pessoas cometem o erro de formular um objetivo e no meio do processo descobrir que depende da boa vontade e ajuda de terceiros, que nem sempre estão dispostos a ajudar. É neste ponto que o objetivo se torna um fardo desagradável, que acaba ficando gravado como os inúmeros fracassos que por ventura já tenham ocorridos em nossa vida.

Ecológico (Sustentável): “- Tá, o que ecologia tem a ver com o meu objetivo?” Eu sei que muitos de vocês devem estar se perguntando exatamente isso. Bem, basta dar uma boa olhada nos telejornais de hoje, e ver que a sustentabilidade é o assunto do momento. Todas as grandes empresas pensam em sustentabilidade, grandes administradores pensam em sustentabilidade, então, porque você, que almeja alcançar o sucesso na área em que atua, ou no meio social em que vive, não pode pensar também?  A ecologia deve fazer parte de seu objetivo. Se desejar um carro novo, porque não pensar num carro que polua menos? Se desejar um emprego melhor, com um salário melhor, porque não pensar também em auxiliar em alguma ONG, realizar algum processo que seja sustentável? Objetivos que não visam apenas benefícios próprios, mas que também proporcionam benefícios às pessoas e ao mundo ao seu redor, tem maior chance de serem bem sucedidos. Então aproveite um pouco este momento para refletir: “O que estou fazendo de bem hoje, para merecer ter meu objetivo realizado?”.

Positivo: O seu objetivo é algo positivo? Esta é uma pergunta que amedronta muitas pessoas, e este medo faz com que desistam de seus objetivos de forma rápida demais. Outra consequência importante que este questionamento nos proporciona, é a filtragem de objetivos realmente positivos de objetivos meramente mesquinhos e egoístas. Como o pensamento pela sustentabilidade fortalece o seu objetivo, o fator positivo também tem o mesmo efeito. Um objetivo positivo faz com que você o realize com maior tranquilidade, sem que sua consciência venha lhe cobrar num futuro por algo de errado que surgiu na realização de seu “sonho”, ou por pessoas que por ventura você tenha magoado no decorrer do processo. Sempre que formular um objetivo, pergunte a si mesmo: “- Estou fazendo mal a alguém realizando este objetivo?”. Se a resposta for sim, então repense nas possibilidades que você pode mudar para reverter este quadro, antes que seja tarde demais e você tenha que conviver com um arrependimento desnecessário.

Evidência: Se você chegou até aqui, merece meus parabéns. O seu objetivo esta formulado, e quase pronto para passar para a próxima etapa. Mas ainda resta uma pequena questão a se resolver: Qual é a evidência que vai comprovar que você alcançou o seu objetivo? Este é o ponto crucial da formulação. Inúmeras pessoas tem um ótimo objetivo, bem formulado, com todos os pontos equilibrados. Mas mesmo assim, nunca conseguem conclui-lo. Porque isso ocorre? Isso ocorre pelo fato de que estas pessoas se esquecem do principal, que é o de colocar um final em seu objetivo. Vamos para um exemplo prático:

“Em um caso antigo, um indivíduo tinha seu objetivo de vida completamente formulado, que no caso se definia em obter um ganho financeiro superior ao que tinha atualmente. Ele sempre tentava seguir se objetivo a risca, com suas metas determinadas, a curto e em longo prazo, mas nunca conseguia alcançar o desejado. Isso acontecia, porque ele não determinou seu ponto de evidência. Após algumas sessões, ele percebeu o quanto isso era importante, pois o que acontecia, era que ele sempre obtinha um ganho financeiro maior, mas como não tinha um valor final definido, sentia que sempre faltava algo para concluir seu objetivo. Neste momento, ele determinou a si mesmo que seu ponto de evidência seria quando alcance determinada quantia guardada em uma poupança. Determinado o ponto de evidência, foi fácil ele então concluir seu objetivo, e a partir deste, realizar muito outros objetivos em sua vida.”.

Este exemplo demonstra bem a importância de determinar um ponto de evidência. O ponto de evidencia pode ser um acontecimento que se refere ao seu objetivo, como por exemplo, uma viagem com seu carro novo. Não importa o quão simples seja seu ponto de evidência, mas tenha sempre em mente que ele é o elemento mais importante dentro da elaboração de seu objetivo.

Agora sim podemos dar como terminada esta primeira etapa, e segui para o próximo passo, que é o de verificar as informações obtidas anteriormente. Para isso, utilizamos a ferramenta SMART.

Em breve daremos continuidade a este roteiro inicial. Espero que desta forma possamos auxiliar a você a desenvolver seus objetivos de formamais clara e concisa, tendo desta forma uma maior oportunidade de realização.

Especificação de Objetivos – Passo a Passo

Abraços e Sucesso Sempre

As 7 Leis Universais – Parte 2

Lei da Natureza / 1º

Codifica o DNA de todos os seres vivos e estrutura dos corpos físicos. Condutas instintivas de cada espécie, sentido de sobrevivência e procriação, gerar, manter e defender sua vida.

Age sobre os corpos físicos de todos os seres vivos na densidade da matéria onde se encontram as mais baixas vibrações do Universo. Organiza os átomos em moléculas, as moléculas em proteínas, as proteínas em células, as células em tecidos, os tecidos em órgãos, e os órgãos se estruturam para dar forma ao corpo manifestando a perfeição da Natureza na diversidade dos corpos vivos. A Lei da Natureza é uma programação automática de origem divina contida nos códigos genéticos de cada espécie. Organiza os diferentes corpos, determina por quanto tempo serão úteis, suas funções, os mecanismos para sua reprodução, mantendo e protegendo. Formam um gigantesco organismo vivente, que se chama Universo. Cada Ser tem seu próprio nível de consciência que é experimentado em um corpo material.

Os corpos contêm a consciência que experimenta a vida e assim compreende a razão do Universo em um processo de evolução que leva a Perfeição e a Sabedoria depois de muitas encarnações.

Existe uma programação automática que é transmitida por herança nos códigos genéticos de cada espécie chamada instinto que não necessita de consciência do Ser para existir. Sua principal função é gerar, manter e defender a vida, controlando todos os processos vitais. A reação automática do instinto é simples e binário, desenhado para não permitir dúvidas de posições intermediárias:

  • Sim / não
  • Fujo / ataco
  • Ajo / reajo
  • Gosto / não gosto

Para gerar a vida em cada corpo a natureza usa a atração automática que o leva a buscar e conseguir em sua espécie a companheira para procriar. Se a atração for mútua, indica que há a compatibilidade para gerar a vida. Essa lei se manifesta na atração sexual, que se sente ao reconhecer companheira em potencial. Para manter a vida em cada corpo, natureza usa o desejo automático que o impulsiona a buscar e conseguir o que deseja para viver. Se estiver com fome, sede, terá capacidade para reconhecer o alimento que necessita, e o meio natural de sua espécie.

Para defender a vida em cada corpo, a natureza usa o medo automático de perdê-lo, que o impulsiona a fugir ou defender-se. Manifesta-se como uma força ou energia adicional produzida pela adrenalina para responder adequadamente a situação. Em cada corpo organizado pela Lei da Natureza existe uma consciência que evolui em um processo de aprendizagem sucessiva que se chama Vida. Todas as consciências individuais percorrem o mesmo caminho para a Sabedoria, mas se encontram em diferentes níveis de evolução. O Ser Humano só aprende e evolui relacionando-se com os outros homens. O que vale na vida são as relações e não as crenças.

Com a Lei da Natureza, o Criador desenha a diversidade do Universo para que a consciência evolua. Diferentes raças, em diferentes lugares e climas, expostas a diferentes situações e culturas permitem o controle da diversidade. Homens diferentes, com níveis de consciência diferentes se comportam de maneiras diferentes, permitindo as relações de aprendizagem. Somente através destas relações com os outros a consciência evolui. Aí se manifestam as diferentes personalidades que desenvolvem a arte, a ciência e a indústria, ou estimulam a revolução e ao caos social.

Os instintos organizam as respostas automáticas dos corpos que abrigam essas consciências, para que funcionem perfeitamente.

Quando um Ser vivo viola a Lei da Natureza, sente dor ou mal estar. Esta violação é permitida por uma das Leis hierarquicamente Superiores com algum propósito de evolução gerado ou algum processo de destruição que diminui a força vital no organismo e a qualidade de vida que se experimenta. Nos primeiros níveis de evolução personalidades primárias são desenvolvidas para viverem processos que desenvolvam a consciência. Suas reações nesses níveis são quase que totalmente instintivas e agressivas. Isso prejudica o relacionamento com os outros e produz sofrimento. Ao tentar evitar isso, toma consciência e evolui. Uma consciência evoluída domina seu instinto automático e não causa um comportamento agressivo aos demais.

Lei da Harmonia / 2º

Regula o equilíbrio, os ciclos e ritmos que permitem que diferentes tipos de vida se desenvolvam simultaneamente. Estão codificadas automaticamente nos instintos dos mamíferos, nos sistemas límbicos.

  • São criadas emoções de agrado e desagrado;
  • O que gera a harmonia e permite as reações equilibradas entre as espécies, produz agrado;
  • O que impede a existência simultânea de diferentes tipos de vida produz desagrado;
  • O que agrada, repete-se; o que desagrada, evita-se.

Com o homem a harmonia é conseguida com calma e consciência ao longo da vida. Armazena na memória intelectual os diferentes conceitos aprendidos como beleza e arte.
A Harmonia também se codifica na memória psicológica como resultado dos diferentes eventos que produzem sentimentos, tais como:

Aceitação ou rejeição
Prazer ou de trauma.

  • “Estes conceitos ou lembranças, permitem que o homem possa estabelecer uma reação de equilíbrio entre dar e receber”;
  • Produz prazer e harmonia;
  • A Lei da Harmonia regula o ciclo e ritmos de tudo que existe, sincronizando e permitindo as reações da diversidade;
  • Usa o tempo para delimitar os diferentes processos;
  • Sincronizando suas interações e permitindo que todos possam acontecer ao mesmo tempo, simultaneamente;
  • Determina a seqüência de movimentos;
  • Estabelece as relações entre todas as seqüências produzidas pela diversidade;
  • Proporciona a organização e a distribuição para que tudo que existe ocupe o lugar que lhe corresponde;
  • Manifesta – se na diversidade que se mantém e convive sem se destruir.

Reconhecemos sua ação na interação dos reinos da natureza para manter a vida e as estações, também na perfeita relação entre as espécies. Manifesta-se na União e na tolerância entre os seres da mesma espécie e de outras entre si.
A harmonia está presente em tudo aquilo que se gosta e traz satisfação, pois é desta forma que reconhecem o equilíbrio que a natureza exige para manter o processo onde diferentes forças ou energias coexistem.

O homem se encontra dentro da Lei da Harmonia quando tem boas relações com as outras pessoas, quando existe a sensação de agradar, ser cordial, amável e gentil.

Lei da Correspondência / 3º

A Lei da Correspondência ou Lei da Ordem é a que organiza: onde, como, para quem e até quando uma determinada experiência tem que ser vivida.

  • Os seres humanos encontram – se em diferentes níveis de evolução espiritual, dependendo do numero de experiências vividas desde sua emanação de Deus e da compreensão que adquiriu;
  • Cada Vida é um curso de aprendizagem, cada vez as experiências são mais complexas e assim vai subindo na hierarquia do Universo;
  • No primeiro nível de consciência vivemos experiências que permitem controlar nossos instintos agressivos e emoções animais; No segundo nível desenvolvemos sentimentos, sensibilidades através de experiências para aprender o valor da vida;
  • No terceiro nível aprendemos que para ser feliz devemos ter relações harmônicas com os outros. As maiorias dos encarnados na terra estão para aprender o respeito, a tolerância e as raízes mais profundas destes ensinamentos. Iniciam dentro de casa, nas relações entre a família que compreende o primeiro círculo, os familiares e amigos mais próximos no segundo círculo e outras interatividades que formam o terceiro círculo;
  • Não se culpa nem se julga ninguém pelo que acontece;
  • A Lei da Correspondência determina o lugar de nascimento, as condições sócio-culturais necessárias para produzir as experiências de aprendizagem que correspondem ao individuo que vai encarnar segundo o nível em que se encontra. •Determina a família em que vai nascer e o tipo de corpo e sexo correspondente á experiência desta vida;
  • Determina a não existência da injustiça quando estabelece que existe uma correspondência entre o nível de consciência relacionado com as circunstâncias em que se está vivendo.
  • Cada indivíduo está relacionado com os acontecimentos de sua vida, e cada um tem exatamente o que precisa para aprender o que veio aprende no presente;
  • Cria as circunstâncias para que se manifeste um determinado evento, em um lugar. De maneira que ao afetar uma série de pessoas permita aumentar a compreensão sobre o Universo;
  • Podemos compreendê-la quando observamos que o Planeta não é uniforme, que existem diferenças. Sociedades diferentes, climas diferentes, diferentes níveis de respeitos e consciências;
  • Não há casualidade;
  • Cada ser pode escolher entre aceitar todos os eventos da vida como necessário para evolução ou lutar contra eles recebendo um caminho de sofrimento sempre que não aceita o que acontece;
  • Sempre que um indivíduo não consegue mais aprender no lugar ou na circunstância em que se vive, ocorre uma mudança de situação que o leva a um novo processo de aprendizagem; sempre acontece o que tem que acontecer, o que não tem não acontece. Portanto não há nada a temer;
  • A lei da correspondência regula o destino de cada ser. Determina as experiências que se deve viver, para compreender algo que permita que a sua consciência evolua tornando-o mais sábio.

Lei da Evolução / 4º

  • Só é possível medir uma força se houver resistência;
  • Permite levar um nível a um processo evolutivo, quando tiver aprendido o que cada nível tem a oferecer.
  • O ser humano que atinge o 4º nível de consciência já controla todos os seus instintos e já aprendeu a ter reações harmônicas, respeitosas e tolerantes com os demais;para poder evoluir é preciso transformar as dificuldades existem para permitir pequenas compreensões que conduzem ao encontro das verdades universais.
  • Essas leis controlam os erros que se cometem ao usar o livre arbítrio
  • As circunstâncias difíceis se repetem na vida até que se aprenda com elas; A Lei da Evolução se manifesta nas circunstâncias desagradáveis da vida, na dor, no sofrimento, na angústia e em tudo que acreditamos que seja injustiça e desagrada;
  • Permite ao homem violar as Leis da Natureza, Harmonia e Correspondência, destruindo o meio ambiente, causando doenças, epidemias e pragas;
  • Permite ao desequilíbrio absurdo e ao caos. Criando circunstância oposta as leis inferiores;
  • Permite que existam as intrigas, as guerras, a violência e o ódio.
  • Permite que os povos se desorganizem e as estruturas sociais, as empresas e as famílias se rompam;
  • A Lei da Evolução aproveita o enfrentamento dos opostos;
  • A confrontação dos conceitos, crenças, costumes, cultura, sentimentos e emoções;
  • Desta forma permite – se que os seres reencontrem o equilíbrio quando reconhecem e compreendem as mesmas leis que violaram;
  • Na lei da evolução o ser humano aprende tudo àquilo que não sabe;
  • O destino é formado por experiências que a consciência deve viver para compreender as leis e a essência do Universo;
  • As dificuldades se apresentam para serem superadas e permitir compreensões que são partes de um processo de evolução;
  • Tudo que dá trabalho para fazer, o que é difícil, faz parte do destino e é o que vamos aprender;
  • Quando se esta dentro da Lei da Evolução compreende-se que os problemas são oportunidades de aprendizagem. E quando permitimos, entendemos e respeitamos as situações de aprendizagem dos demais;
  • Existem seres que por estarem em um nível de evolução muito primário, não desenvolveram ainda, nenhum tipo de sentimento pelos demais e são totalmente ignorantes das leis universais e humanas;
  • Cumprem uma função importante na evolução, pois geram as experiências difíceis que as pessoas necessitam para conhecer e compreender a lei;
  • Em um nível mais alto estão os indivíduos que desenvolveram suas sensibilidades mas que não conhecem as leis universais. Importam-se com os outros, e pouco com eles mesmos. Tentam sempre interferir nas vidas alheias, acreditando estar fazendo o bem;
  • Em um nível ainda mais alto encontram-se os seres que compreendem as leis e respeitam as experiências alheias. Não se envolvem, pois compreendem que sempre ocorre o que é preciso para evoluir. Entregam a informação que serve para as outras pessoas se situarem e se transcenderam a níveis de maior satisfação;
  • Depois vêm outros seres que estão em um nível acima da evolução. Não culpam ninguém por nada e agradecem os problemas como oportunidade de aprendizado;
  • A vida é um processo de transformação em que primeiro desenvolve a sensibilidade e depois pouco a pouco as leis do Universo vão sendo descobertas. Tudo acontece em um processo de evolução e que não é nem bom nem mal.

Lei da Polaridade / 5º

Regula a maneira em que as duas forças fundamentais do universo se equilibram temporariamente para que a criação se manifeste.

  • A oposição entre a força positiva e negativa gera a oposição que é a base do Universo;
  • Sua tensão promove a energia elétrica;
  • A oposição entre as duas forças contrárias. A centrífuga expansiva e a centrípeta compressora dão lugar à força magnética;
  • A força gravitacional permite o movimento;
  • A tensão produz a densidade da matéria, o volume, a massa e o peso;
  • A freqüência de choque de dois pontos com polaridade contrária produz a vibração que dá lugar à temperatura;
  • Duas forças opostas e complementares que se atraem. Próton e elétron para formar o átomo e desta forma, toda a matéria;
  • Os átomos se atraem entre si pra formar as moléculas;
  • Através da polaridade, dá-se origem a diversidade;
  • Graças à polaridade, existe o movimento, o tempo;
  • O volume que permite ao homem um cenário de experimentação sensorial e mental.

Lei da Manifestação / 6º

  • Permite que a unidade indiferenciada e homogenia manifestem a criação por ressonância de si mesma. Ao fazê-lo, a causa de tudo manifesta as duas forças fundamentais dando lugar ao heterogêneo, à vibração, a densidade e o ritmo pendular que define o equilíbrio temporal;
  • A lei da manifestação regula como a mente do todo manifesta por ressonância espíritos semelhante a si próprio, para criar, experimentar em sua própria mente a finalidade de compreender o Universo;
  • Os espíritos emanam de Deus vibram lentamente até densificar na matéria em uma viagem evolutiva;
  • O processo evolutivo serve para compreendermos que o amor é o principio e o fim do Universo;
  • Com essa compreensão, os espíritos vibram cada vez mais rápido em direção à Deus.

A vida é uma sucessão de experiências para permitir ao Ser Humano compreender que todo Universo se sucede por amor. Quando isso acontece, a mente do Ser Humano se liberta da necessidade de experimentação da vida e volta à Deus.

Lei do Amor / 7º

Compreende que todo Universo foi feito por Amor e é Amor. Como qualidades temos a singularidade, apolaridade, a causa primeira de todas a coisas, ou seja, Deus.

(Texto retirado do site: http://www.7leis.com) – Parte 2