Arquivo da tag: quem sou eu

O Mal do Século já foi a Solidão (#coach #reflexão #ficadica)

Renato Russo já parafraseou esta afirmação, e o século 20 foi realmente o século em que a solidão reinou os corações, mente e alma de grande parte dos indivíduos que habitam este nosso planeta terra. Alguns ainda se mantém nesta visão, e mesmo já sendo século 21, ainda é possível ouvir hora ou outra que a solidão ainda é o mal do século. Mas tudo evolui, e não poderia ser diferente com os sentimentos, principalmente o sentimento de solidão.

Em meus trabalhos como Coach, tenho detectado um novo mal, que vem assolando nossos amigos, companheiros e pessoas de nossa convivência. Derivado da solidão, este novo conhecimento (ou a falta dele) vem de forma desenfreada e causando uma série de transtornos. Este será o século em que as pessoas estão perdidas em um labirinto interior, muito mais avassalador que a solidão por si só. As pessoas hoje perderam sua identidade, não se conhecem mais, não sabem quem realmente são.

Você sabe quem você é?

Quem é você? Faça um perfil sobre si mesmo, sem se preocupar se outras pessoas irão ver. Hoje é fácil encontrar um perfil pessoal nas mais diversas redes sociais, mas grande parte destes perfis são meras montagens e construções pré-moldadas, sem realmente descrever o interior das pessoas. É impressionante que a Internet, uma ferramenta de interação e pesquisa, tenha tido um grande peso nesta falta de autoconhecimento. Hoje em simples buscas pelo Google, é possível obter um perfil completo para expormos “quem somos” em nossas redes, mas quando alguém, frente a frente, nos pergunte quem somos, ficamos completamente perdidos.

As pessoas me procuram como profissional em Coach para resolver inúmeros problemas, sejam eles de origem pessoal, profissional, financeira ou outros, mas através das técnicas aplicadas, das ferramentas utilizadas, e das sessões realizadas, chegamos sempre a um mesmo ponto em comum: “Quem Sou Eu?“.

Esta dúvida que assola milhares de pessoas, causa grandes prejuízos em todas as suas áreas de vida e convivência. E o processo para um autoconhecimento neste sentido, existe um árduo trabalho a ser realizado, envolto de muitos momentos desconfortáveis, mas necessários para se obter resultado. Um Coach é sempre recomendado durante este processo, pois com sua experiência, técnicas e ferramentas, tem um suporte adequado para ajuda-lo a transpassar esta fase ruim e se tornar uma pessoa plena e realizada dentro de todas as áreas de sua vida.

Faça este questionamento a você mesmo, diante do espelho: “Quem Sou Eu?” e se neste momento você sentir uma angustia por não saber a resposta, então é o momento ideal de procurar um Coach.

Abraços, Sucesso e Até Breve

Coach Douglas Ferreira

 

Sou Coach. Quem é o meu cliente?

Quando pensamos, com a formação de coaching, em ajudar as pessoas a nossa volta, criamos um arquétipo de cliente que é alguém que tem problemas, e com as ferramentas e técnicas do coaching, temos as ferramentas para “ajudá-la” e solucionar esses problemas. Este pensamento limita muito o nosso campo de atuação, e acaba nos colocando diante de pessoas que realmente têm problemas, e que sem a solução destes, não consegue por muitas vezes exercer todo o seu potencial de comprometimento.

Nesta etapa, é muito comum cairmos dentro das bandeiras vermelhas do coaching, onde o processo pode travar, e desta forma, não obtendo o resultado esperado. É possível minimizar este efeito, aumentando o leque de clientes com os quais pretendemos trabalhar.
O coaching, não resolve problemas, para isto temos uma enorme gama de profissionais, como psicólogos, terapeutas, psicanalistas, entre outros. Então, o que o coaching faz? Qual o público que mais interessa ao Coach?

Vamos por partes, uma pessoa com problemas, é sim um bom cliente para o Coach, mas dentro das limitações que esta ferramenta nos oferece. Podemos aqui citar pessoas com problemas financeiros, problemas de administração de tempo, entre muitos outros, mas o foco principal do coaching, ainda não são estas pessoas. Então, voltamos a questionar quem são as pessoas que podem ter sucesso com o coaching?

Vamos a tão esperada resposta, e espero que vocês estejam prontos para verem o quão é simples encontrar um cliente para coaching. O Coaching resolve problemas? Sim, resolve problemas, mas mais do que isso, o coaching “realiza sonhos”. E qual pessoa não tem um sonho? Qual pessoa, por mais bem centrada em sua vida, seja emocionalmente, fisicamente, financeiramente, não tem um sonho, um desejo dentro de si?

Chegamos a uma conclusão fácil de observar, mas que por muitas vezes, não conseguimos ver. Com todas as técnicas e ferramentas do coaching, temos em nossas mãos a verdadeira lâmpada mágica, capaz de realizar os sonhos das pessoas que estão a nossa volta. E por mais absurdo que possa ser este sonho, se utilizarmos corretamente as ferramentas, sabermos que é possível de se realizar.

Podemos agora perceber mais claramente, que qualquer pessoa pode ser um potencial cliente de coaching, não apenas pessoas que apresentam algum “defeito”, mas também aquele nosso amigos que sonha em viajar para outro país, o vizinho que sonha em comprar um carro novo, o amigo da escola que pretende abrir um novo negócio, a mulher que sonha em ser mãe. Podemos abrir o nosso leque de opções e encontrar um cliente em cada esquina, em cada café, em cada passeio no shopping.

Uma das técnicas de abordagem para captar novos clientes, é mais simples ainda, basta uma pequena pergunta, em um encontro rápido no meio da rua: “Qual é o seu sonho?” Esta pergunta tem poder, um grande poder. Quando você descobre o sonho das pessoas, você tem abertura para oferecer as ferramentas para que este sonho se realize, e as pessoas ao responder a esta pergunta, resgatam um sentimento que por muito tempo deixou de existir, um sentimento que desperta a capacidade de realizar.

Desta forma, podemos então perceber o quanto é fácil trabalhar e divulgar o coaching, tendo uma carteira de clientes saudável e com grandes potenciais de crescimento. Espero que este artigo tenha ajudado de alguma forma a oferecer um caminho para que você, coaching de primeira viagem, buscando encontrar o seu caminho possa também realizar seus sonhos.

Abraços e Sucesso sempre, e lembrando, que qualquer informação, entre em contato através de nosso e-mail ou formulário de comentários.

Formas de determinar sua Missão

missaoDescobrir qual é nossa missão, faz com que descubramos a força que nos mantém vivo. A missão é a resposta para descobrirmos, qual a nossa razão de viver. Vejamos alguns pontos que auxiliam a encontrar sua missão pessoal:

a) O que está incompleto em sua vida?
Procure entender o que falta para sentir-se realizado em termos profissionais e pessoais.
b) O que gostaria de aprender?
A resposta indicará suas paixões e poderá revelar talentos latentes que tenha negligenciado no decorrer dos anos, seja pela rotina imposta pelo cotidiano, seja pelo medo auto-imposto.
c) O que faria se ganhasse um grande prêmio numa loteria?
O propósito é observar se há planos que você tem adiado indefinidamente sob a alegação de falta de recursos. É possível que sua missão esteja mergulhada neste pântano sombrio desenhado em sua mente e que a realização deste sonho seja exeqüível mesmo diante da ausência de dinheiro.
d) O que faria se tivesse somente seis meses de vida?
É uma questão lúgubre, sei disso. Mas ela se faz necessária para que você avalie suas reais prioridades e reflita sobre como tem gerenciado seu recurso mais significativo e perene: seu tempo.

1 – O que está incompleto em sua vida?

Procure entender o que falta para sentir-se realizado em termos profissionais e pessoais.

2 – O que gostaria de aprender?

A resposta indicará suas paixões e poderá revelar talentos latentes que tenha negligenciado no decorrer dos anos, seja pela rotina imposta pelo cotidiano, seja pelo medo auto-imposto.

3 – O que faria se ganhasse um grande prêmio numa loteria?

O propósito é observar se há planos que você tem adiado indefinidamente sob a alegação de falta de recursos. É possível que sua missão esteja mergulhada neste pântano sombrio desenhado em sua mente e que a realização deste sonho seja exeqüível mesmo diante da ausência de dinheiro.

4 – O que faria se tivesse somente seis meses de vida?

É uma questão lúgubre, sei disso. Mas ela se faz necessária para que você avalie suas reais prioridades e reflita sobre como tem gerenciado seu recurso mais significativo e perene: seu tempo.

Após todos estes questionamentos, analise suas respostas. Elas indicarão seu legado, ou seja, a contribuição que deixará para o mundo e através da qual poderá eternizar seu nome e seus feitos.

Caso tenha dificuldades em encontrar sua missão, não hesite em enviar um comentário, ou um e-mail para douglas.coach@gmail.com, com suas respostas, para que juntos possamos descobrir sua missão neste mundo, e com sua missão, poder se tornar alguém que realmente faz a diferença.