Arquivo da tag: responsabilidade

Parábolas para Reflexão – Princípio 10/90 (#coach #sucesso)

De acordo com Stephen Covey, 10% da vida estão relacionados com o que se passa conosco e não temos controle sobre eles, já 90% com a forma como reagimos aos fatos que vão determinar suas conclusões.

O que isso quer dizer? Realmente, não podemos evitar que o carro enguice, um avião atrase, um semáforo fique vermelho, etc. Isso representa 10% do que nos sucede. Os restantes 90% serão determinados com nossas reações.

Exemplo: Você esta tomando o café da manhã com sua família. Sua filha, ao pegar a xícara, deixa cair café na sua camisa branca de trabalho. Você não tem controle sobre isto, mas terá sobre o que acontecerá em seguida.

Você se irrita, repreende severamente sua filha, ela começa a chorar. Você censura sua esposa por ter colocado a xícara muito na beirada da mesa e daí, tem o prosseguimento de uma batalha verbal. Contrariado e resmungando, você vai trocar a camisa e voltando, encontra sua filha chorando mais ainda e ela acaba perdendo o ônibus para a escola. Sua esposa vai para o trabalho também contrariada e você tem que levar sua filha de carro para a escola. Como esta atrasado, dirige em alta velocidade é barrado por um guarda de trânsito e multado após 15 minutos de discussão. Deixa sua filha na escola, que desce sem se despedir de você e ao chegar ao escritório, percebe que esqueceu de sua maleta.
Seu dia começou mal e ansioso para terminar o dia, é recebido friamente e em silêncio pela sua esposa e filha, ao chegar em casa.

Por quê seu dia foi tão ruim?
1. Por causa do café?
2. Por causa de sua filha?
3. Por causa de sua esposa?
4. Por causa da multa de trânsito?
5. Por sua causa?
A resposta correta é a de número 5, pois o fator determinante foi a ausência de controle sobre o acontecido.

De outra forma:
O café cai em sua camisa. Sua filha chora e você diz gentilmente a ela: “Esta bem querida, você só precisa ter mais cuidado”.
Depois de pegar outra camisa e a pasta executiva, você volta, olha pela janela e vê sua filha pegando o ônibus. Dá um sorriso e ela retribui dando adeus com a mão.

Notou a diferença?
Duas situações iguais com finais opostos. Portanto se alguém fizer um comentário negativo, procure não levar a serio, evitando assim ser afetado e tirando sua energia.

Autor: Stephen Covey
Fonte: www,metaforas.com.br

Tempos de Mudança – O Conceito dos 5 anos…

Vou falar um pouco sobre um assunto que muito me interessa, que é o conceitos dos 5 anos. Acredito, que a cada cinco anos, nossas vidas passam por intensas mudanças, na verdade, mudanças radicais. Estas mudanças não são de comportamento, nem mudanças biológicas, mas mudanças nas oportunidades a nossa volta. A cada período de cinco anos, podemos revolucionar nossas vidas de forma espantosa.

5 anos é o período ideal para realizar metas e objetivos em nossas vidas, realizar sonhos e desejos. 5 Anos é o tempo que precisamos para: estabilizar um novo negocio; fazer um curso de graduação; conhecer novos países e novas culturas; formar uma família estável e companheira; entre muitas outras situações.

Não importa se estamos no final de um ciclo, ou no inicio de um novo, o que realmente importa, é como faremos para que a cada 5 anos, possamos olhar para nosso passado e ver as realizações que alcançamos.

O primeiro passo para que o processo de cinco anos possa fazer parte de seu dia a dia, é realizar a criação de metas. Até mesmo as mais conceituadas grandes empresas mundiais, trabalham com metas, e se este trabalho faz tão bem para uma multi-nacional, imagine o que ele pode realizar para uma pessoa comum, sem grandes gastos ou responsabilidades? Já falamos muito neste blog sobre a criação de metas, podemos ver mais a  respeito aqui, com uma extensa relação de artigos a sobre criação de metas.

O segundo passo para o processo dos 5 anos, é a atividade sobre as metas criadas. Como já foi muito discutido neste blog, apenas criar as metas não é o suficiente, você precisa também colocar estas metas em atividade, dar o primeiro, segundo, terceiro passo em direção a cada uma de seus metas, e não se preocupe com o tempo que isso pode demorar, pois a partir do primeiro passo, a jornada já começou, e continuar passa a ser uma obrigação assumida.

O terceiro passo é a continuidade. Neste ponto, muitas pessoas desistem de seus sonhos, e passam para o time de pessoas que apenas sabem dizer “Eu não posso”, “Eu não consigo”, o time dos derrotados. Para o bom funcionamento do processo de 5 anos, você não pode fazer parte deste time, precisa sempre estar do lado dos vencedores, pessoas que passaram por dificuldades e venceram, se tornaram um marco, fizeram as mudanças em sua vida, e chegaram ao topo, onde permanecem pelo tempo que for desejado.

Se você conseguir seguir estes três passos, com certeza poderá transformar sua vida nos seus próximos 5 anos.  E se precisar de uma ajuda, não se esqueça de contratar um Coach, ele com certeza vai te ajudar a se encontrar e realizar seus sonhos.

Abraços e Sucesso sempre…

Coaching e Responsabilidade Social

Hoje em dia, está na moda falar de responsabilidade social. Vamos entender um pouco como o Coaching trabalha dentro deste tema, tornando o mundo um lugar mais saudável de se viver.

É sempre importante, para o Coach e para o Cliente, desenvolver uma estrutura sustentável ao seu redor. Uma pessoa que busca alcançar o sucesso, pessoal ou profissional, deve antes de tudo se preocupar com o ambiente onde vive, seja ele um ambiente corporativo ou familiar, pois isso influencia bastante em sua imagem, e trabalhar a imagem pessoal é um dos fatores que levam uma pessoa a alcançar o sucesso esperado em sua vida.

Antes de aprofundarmos neste assunto, separei alguns endereços da internet para explicar um pouco mais sobre Responsabilidade Social:

Muitos outros links podem ser encontrados numa pesquisa rápida feita no Google, onde, caso tenham curiosidade, poderão aprender mais com o tema.

responsabilidade_socialVamos agora entender como o Coaching trabalha dentro da responsabilidade social. Todo o processo de coaching é desenvolvido para levar mais conhecimento e estima para o individuo. Uma base deste conhecimento, é a maneira como as ações e atitudes do cliente podem e vão interferir juntos as outras pessoas e com o meio no qual ele convive.

Ferramentas de Coaching procuram minimizar o máximo possível, qualquer forma de impacto negativo que as ações tomadas possam causar no meio de convivência, sempre procurando salientar as melhores qualidades, maximizando os bons resultados do processo.

Análise Swot é uma dessas ferramentas, que procura verificar todo o contexto de varias situações, levando em consideração os benefícios e os malefícios que possam ocorrer durante o processo, e dando ao cliente opções variadas de conduta. Conhecer seus valores e seus princípios também é uma forma de direcionar o cliente sempre para um caminho justo, onde ele possa alcançar seu sucesso, sem a necessidade de “pisar” sobre sentimentos ou meios de convivência, prejudicando assim outras pessoas.

Existem também inúmeras outras ferramentas que podem ter o mesmo efeito, ajudando a definir melhor uma linha de ação, minimizando o mal e salientando o bem dentro da sociedade.

Uma pessoa que alcança o sucesso, passando por cima de outras pessoas, através de meios ilícitos, “jeitinhos brasileiros”, e outras formas, não alcançou realmente o sucesso, pois sempre viverá sob uma sombra de preocupação, sempre terá uma noite sem tranquilidade, pois sabe que a qualquer momento, por mais bem feito tenha sido sua escalada, poderá tropeçar em um degrau mal posicionado, e sofrer uma queda irreparável, principalmente quando se trata de sua imagem pessoal.

Mas uma pessoa, que alcança o sucesso, agindo corretamente, preservando o meio em qual vive, preservando e criando novos laços de amizade, com uma consciência limpa, terá com certeza um sucesso duradouro, uma tranquilidade de vida permanente, podendo desta forma servir de exemplo para outros, que ao admirarem seu sucesso, estarão também participando de sua vida, e com grandes chances de chegar ao objetivo desejado.

É muito importante para o Coach, procurar sempre se dedicar a tornar as pessoas partes do exemplo acima, pessoas de sucesso que tem a tranquilidade em suas vidas, e desta forma, conseguir mudar um pouco o mundo, tornando-o um lugar melhor para se viver.

Espero que este artigo possa auxiliar um pouco as pessoas que por aqui passarem, e qualquer duvida, critica, ou sugestão de novos artigos, por favor, entrem em contato pelo nosso e-mail douglas.coach@gmail.com, ou pelos comentários.

Abraços e sucesso sempre.

coach-pb

Assumindo Responsabilidades – O Segredo do Sucesso

responsabilidade

É muito comum, o fato de não assumirmos as responsabilidades de nosso dia a dia, frases como:

  • Não fui bem na prova por culpa da professora;
  • Fui demitido por culpa do patrão;
  • Não consegui emprego por culpa da crise;
  • Meu negócio próprio não deu certo por culpa da concorrência;
  • Minha vida não vai pra frente por culpa do meu relacionamento;
  • Cheguei atrasado por culpa do motorista;
  • Fracassei na reunião por culpa de meus colegas de trabalho;

e muitas outras, são desculpas que mesmo sem perceber, acabamos usando no nosso cotidiano. Estamos tão acostumados a não assumir responsabilidades, que qualquer coisa que aconteça em nossa vida, já tentamos arrumar um culpado, um motivo de desculpa insentando nossa propria responsabilidade.

Para o processo de Coaching, é muito importante assumir as responsabilidades pelas nossas falhas, e ao fazer isso, nos colocamos no papel de aprendizes de nossos proprios erros, facilitando um feedback eficiente sobre nossa maneira de agir diante das situações que podem atrapalhar o nosso desenvolvimento.

Uma pessoa de sucesso, não está preocupada em colocar a culpa de seus erros em uma situação, ou em outras pessoas, ela está muito mais preocupada em determinar onde falhou, para que o incidente não se repita novamente, e ela possa alcançar o seu objetivo.

Existem maneiras de não criarmos esta dependência nas desculpas, e verificar se estamos evitando as responsabilidades de nossos atos, uma delas, é você ter um momento de reflexão sobre sí mesmo, pensar um pouco sobre como você esta escrevendo a sua própria vida, ver onde já fracassou e eliminar todas as possibilidades externas de erro, até chegar ao principio, onde na grande parte das vezes, verá que o erro maior foi cometido por si mesmo, ao deixar que a situação saisse de seu controle. Usando como exemplos as frases acima, vamos fazer algumas comparações:

1 – “Não fui bem na prova por culpa da professora”

Essa é realmente a verdade, quando esta situação acontece? Você parou por alguns instantes, para pensar e relembrar se você estudou adequadamente para esta prova? Deixou de perguntar coisas importantes ao seu mestre, no momento das aulas, que influenciou em seu fracasso neste momento? Deu total atenção ao que estava sendo passado, sem se distrair com colegas de classe, não frequentando as aulas? Estas são situações comuns, eu que faço faculdade de administração, vejo muito isso acontecer. Pessoas que faltaram quase em todas as aulas, e chegar ao final do semestre em DP em determinadas matérias, e culpar o ensino da escola, culpar os professores.

2 – “Fracassei na reunião por culpa de meus colegas de trabalho”

Outra situação clássica, onde devemos olhar para trás e analisar nosso próprio comportamento. Será que foi feito uma correta preparação do conteúdo da reunião? Você analisou as pautas, preparou todo o material necessário, deu total importância para o assunto a ser tratado? Conseguiu descansar no dia anterior? Está satisfeito com seu cargo atual, esta satisfeito com a empresa onde trabalha? Se era sua responsabilidade fazer uma apresentação segura na reunião, dedicou parte de seu tempo, para estar realmente preparado para o momento? Em empresas onde já trabalhei, também era situações comuns pessoas irem para as reuniões sem nem ao menos saber a pauta do dia, sem se informar antes do que seria necessário apresentar. E depois estas mesmas pessoas acabam colocando a culpa em outras pessoas que trabalham no mesmo local.

3 – “Não consegui emprego por culpa da crise”

Hoje em dia esta é a desculpa mais comum nos meios de conversas sociais. Mas será que a crise é tão violenta assim? Paremos para analisar novamente: Você se preparou com cursos e conhecimento, para buscar uma vaga de emprego? Você se preparou fiscamente e mentalmente, para aceitar um trabalho, mesmo que seja um pouco fora de sua área de atuação? Você se comportou de maneira adequanda diante de uma entrevista? Trabalhando diretamente com pessoas, muitas vezes me deparo com estas situações, onde o individuo, sem nenhum preparo, vai a uma entrevista de emprego ostentando seus belos piercings, roupas, como se acabasse de sair de um baile de sabado a noite, sem nenhum conhecimento da empresa na qual esta sendo entrevistado, sem nenhum preparo academico para o cargo disputado, e após serem “rejeitadas” nas entrevistas de emprego, acham mais facil culpar a crise.

Estas são algumas analises de situações, onde assumir a responsabilidade se torna importante. Hoje, o profissional, a pessoa, deve ter responsabilidade, deve saber que tem o controle total de sua vida, independente de quem convive ao seu lado. Devemos saber reconhecer nossa culpa quando as coisas dão erradas, pois assim é a vida, assumir responsabilidades e aprender com os erros. Espero ter sido claro em minhas esplanações de hoje, e caso tenham alguma dúvida, algum cometário a fazer, sintam-se a vontade. Aceito também sugestões de outros temas futuros, que se estiverem ao meu alcance, estarei desenvolvendo artigos relevantes.

Abraços e Sucesso a todos…

coach-pb