Arquivo da tag: sonhos

Modelo 6 – Dream List (A lista dos sonhos)

Vamos começar este processo com uma pesquisa já muito conhecida de muitos que buscam informações sobre a realização de objetivos:

Estudos e pesquisas comprovam que pessoas que tem metas avançam na vida, enquanto as que não tem estacionam na vida, porém, as que tem metas escritas atingem seus objetivos com muito mais velocidade do que as que não tem. Um estudo científico realizado na universidade norte-americana de Yale, datado de 1953. O resultado é motivador, surpreendente e deixa clara a importância do ser humano ser orientado por uma META. Um grupo de alunos graduados foi entrevistado e respondeu se tinha suas metas claras e anotadas, com um plano para atingi-las. Pasmem! Só 3% (três por cento) tinham tais metas anotadas e planejadas. O estudo prossegue e, vinte anos mais tarde, em 1973, os pesquisadores voltaram e entrevistaram os membros da turma dos graduados de 1953. Prepare o seu coração para o resultado. Descobriram que os salários dos 3% que tinham suas metas há vinte anos atrás somavam mais do que os salários dos 97% que não tinham suas metas anotadas. Além dos salários incrivelmente superiores, o nível de felicidade que os graduados sentiam também era superior nos 3% que tinham as metas escritas. Esse é o Poder das METAS. Uma meta clara e arrojada pode transformar a vidas das pessoas.

Este é um pequeno exemplo de que escrever nossas metas é um fator determinante na realização de nossos objetivos. Hoje estamos cercados de listas, as quais damos talvez mais importância que o devido: Listas de Mercado, Listas de Presentes, Listas de Convidados, Porque então, não tirar um tempo para que possamos formular nossa Lista de Sonhos?

Este é um processo bem simples. Em uma folha de papel em branco (segue modelo no final deste artigo) descreva uma lista de Sonhos, Desejos, Metas, Objetivos e Planos. Exemplo:

  • – Comprar um Carro Novo
  • – Fazer uma Faculdade / Pós Graduação / Doutorado
  • – Comprar uma Casa
  • – Viajar para o Exterior
  • – Comprar um Barco / Lancha
  • – Fazer um curso de Línguas Estrangeiras
  • – Montar um Negócio Próprio
  • – Fazer um curso de Teatro
  • – Parar de Fumar
  • – Emagrecer 10 quilos

Esta é uma lista pequena de exemplo, mas envolve muito de nossos desejos e sonhos.

Agora vamos categorizar nossos objetivos, seguindo o padrão abaixo:

  • Categorias: PE: Pessoal – PR: Profissional – RE: Relacionamentos – QV: Qualidade de Vida
  • Sub-Categorias: SA: Saúde – IN: Intelectual – EM: Emocional – FI: Finanças – CO: Contribuição – RE: Realização – FA: Familia – AM: Amor – SO: Social – LA – Lazer – ES: Espiritual
  • Prazos: CP: Curto Prazo (1 a 3 anos) – MP: Médio Prazo (3 a 5 anos) – LP: Longo Prazo (5 a 20 anos)

Vamos ver como ficaria nosso exemplo:

  • – Comprar um Carro Novo (PE – FA – CP) Escolhi como família, pois no nosso exemplo o carro é para a família.
  • – Fazer uma Faculdade / Pós Graduação / Doutorado (PR – IN – CP)
  • – Comprar uma Casa (QV – FA – MP)
  • – Viajar para o Exterior (PE – RE – CP)
  • – Comprar um Barco / Lancha (PE – LA – MP)
  • – Fazer um curso de Línguas Estrangeiras (PR – IN – CP)
  • – Montar um Negócio Próprio (PR – QV – MP)
  • – Fazer um curso de Teatro (PE – LA – CP)
  • – Parar de Fumar (QV – SA – CP)
  • – Emagrecer 10 quilos (QV – SA – CP)

Você deve guardar esta lista com você, na carteira, em um quadro no seu escritório, em um lugar que seja sempre visível e de fácil acesso. Ter contato com esta lista diariamente, lhe dará motivos para lutar pelos seus objetos, e desta forma, realizá-los. Quando iniciar um processo de coaching para a realização de seus objetivos, você já terá em mãos quais são eles, e quando você pretende realizar, o que vai facilitar em muito o processo geral.

Dream List – Download

Espero que tenham gostado deste processo, e que seja de auxilio para que todos possam realizar suas metas. Qualquer dúvida, entrem em contato através de nossos comentários. teremos prazer em lhe ajudar a realizar seus sonhos.

Abraços e Sucesso Sempre…

Anúncios

Comprometimento – Onde se esconde esta força tão poderosa?

Em meus trabalhos como Coach, tenho notado que o grande rival da execução das metas planejadas, dos sonhos desejados, do sucesso pessoal é o comprometimento. Na verdade, o comprometimento não tem culpa nos fracassos de nossas vidas, mas a falta dele é um fator que merece muito de nossa atenção.

A grande maioria dos indivíduos querem realizar seus objetivos, mas não conseguem avançar mais do que alguns passos em direção as suas metas. Porque isso ocorre? Falha do planejamento? Falha na forma de trabalho de um Coach contratado? De quem é realmente a culpa destes fracassos?

Indo diretamente ao fundo da questão, hoje é comum, e até mesmo fácil, colocar a culpa de nossos fracassos na situação em que vivemos nas pessoas que nos rodeiam, ou até mesmo na falta de tempo, ou de meios para se chegar ao sucesso. Mas o que é difícil é assumir a responsabilidade de nossos próprios atos. Um exemplo prático? Pense em um objetivo que você tenha, e que ainda não conseguiu realizar. Agora, levante-se, e se olhe no espelho, e olhando para sí mesmo, faça a simples pergunta:

 – O Quanto eu estou comprometido com este meu sonho? O Quanto eu estou dando de mim mesmo, para alcançar meu objetivo? Chegar até minhas metas?

Quando encontrarmos as respostas a estas perguntas, mas respostas sinceras, livres da hipocrisia que vivemos no dia a dia, teremos então dado não um pequeno passo, mas sim um salto em direção a realização do que planejamos.

É neste ponto que o comprometimento entra em cena. Comprometermos-nos a algo, é fazer um contrato pessoal de que este sonho é realmente importante, e que iremos usar de todas as nossas forças, meios e competências para realizá-lo. Podemos então perceber, que talvez não tenhamos as competências necessárias, mas se é nosso objetivo, faz parte então neste contrato de buscar estas competências, aprender novas perícias, buscar em nosso interior os valores que nos remetem a ter esta realização em nossa vida.

Este não é um processo muito fácil, principalmente quando nos “acostumamos” a retirar a responsabilidade de nossas próprias costas, e transferi-las para terceiros ou eventos que estão alheios a nossa vontade. Esta é uma das principais zonas de conforto que devemos evitar, dentre muitas outras que podem matar um sonho antes mesmo de que ele possa surgir em nossa mente. Quando transferimos esta responsabilidade para outros, o que fazemos realmente é assumir que não estamos completamente comprometidos com nosso desejo, que ele não é tão importante assim quanto parece ser. Estamos apenas aceitando a derrota, antes de iniciar a batalha real.

Ta, mas e ai? O que eu posso fazer para evitar esta derrota, e me comprometer com meu objetivo? O que eu posso fazer de diferente em minha vida, que irá me transformar, de um “perdedor”, para um VENCEDOR?

Está é uma pergunta difícil de ser respondida, até mesmo porque a sua resposta incluem muitas variáveis, mas o importante é entender que a principal variável, que tem o maior peso nesta resposta, é o COMPROMETIMENTO.

Um bom principio, é buscarmos nas pequenas necessidades o nosso comprometimento. Imaginemos como base para este aprendizado, sim, porque o comprometimento é um aprendizado, então, imaginemos a Pirâmide de Maslow, a Hierarquia das Necessidades.

Em sua Base, estão nossas necessidades primordiais, nossas Necessidades Fisiológicas. É aqui, nesta base, que iremos encontrar a raiz do comprometimento com nossos desejos. Para que o exemplo possa possuir força suficiente para impressionar, iremos buscar a Principal dessas necessidades, a Necessidade de Respirar.

Quanto tempo, cada um de vocês conseguem ficar sem respirar? 1 minuto? 5 minutos talvez? Depende da cada um, mas a pergunta é: Se alguém, sem nenhum motivo, retirar sua capacidade de respirar, o quanto você esta comprometido com você mesmo, para resgatar esta capacidade? O que você seria capaz de fazer, para que pudesse voltar a sentir o ar inflando seus pulmões? Esta resposta é a raiz do comprometimento. Quando estamos falando de nossas necessidades básicas, sejam elas comer, respirar, dormir, entre muitas outras, a comprometimento surge como uma força quase que incontrolável. Este é o nosso senso de sobrevivência. Nosso Instinto.

Avançando em nossa Pirâmide, chegamos ao terreno da Segurança. Quando todas as nossas necessidades primárias estão saciadas, nosso comprometimento ainda age forte em nossas decisões. Hoje, você pode ter uma família, esposa, filhos.. O quanto você esta disposto a se doar para as pessoas que estão ao seu lado, que dividem um sentimento forte de afeto, para que estas pessoas se sintam seguras? Confortáveis? Você já se viu na situação, de ter que aturar aquele chefe chato, que quando te vê só sabe humilhar? Por quanto tempo você esta agüentando esta situação? O que te faz se manter neste trabalho? Outra vez encontramos nosso amigo, o Comprometimento. É o seu comprometimento com as pessoas que estão ao seu lado, que te fazem prosseguir, mesmo quando sua vontade é jogar tudo para o alto e desistir.

Avançando mais um degrau, chegamos aos relacionamentos pessoais. Da mesma forma que a segurança, os relacionamentos pessoais nos trazem um comprometimento voltado para terceiros, direcionado para pessoas que estão a nossa volta e representam algo de valor. Comprometemos-nos a sair com nossos amigos no Happy Hour, nos comprometemos a levar nossa consorte a um jantar em uma data especial. Todas estas situações mostram que temos em nosso interior a capacidade de comprometimento. Mas em todas estas fases, não encontramos ainda a fórmula de usar este comprometimento ao nosso favor. E é agora que entramos na quarta e quita etapa da Pirâmide de Maslow.

Já vimos que podemos nos comprometer, seja de uma forma irracional, para satisfazer nossas necessidades básicas, seja para a segurança de nossas famílias, ou seja, para o envolvimento de terceiros, mas então, porque é tão difícil quando chegamos a este ponto, de buscarmos nossa auto-estima e nossas realizações pessoais, de se comprometer com nós mesmos? Levando para um lado um pouco religioso, isso acontece porque não estamos agindo de acordo com um dos ensinamentos primordiais:

“Amar a Deus acima de tudo, e ao próximo como a sí mesmo”

Quanto a amar a Deus, isto é incondicional, seja seu Deus qual for, seja sua religião qual for, mas o que nos esquecemos, e de forma constante, é de amarmos a nós mesmos. Esta máxima da religião resume o principio do comprometimento. Como podemos amar ao próximo, se não sabemos ainda nos amar? Voltemos a nossa pirâmide:

Já sabemos onde nosso comprometimento habita, e ele é demonstrado facilmente quando a questão principal envolve outras pessoas. Mas e quando envolve somente a nós? O Quanto nós nos estimamos? Sim, de acordar de manhã, e nos dar o direito de uma boa espreguiçada, de se olhar no espelho, e sorrindo, desejar um bom dia a nós mesmos? Esses pequenos gestos passam por despercebidos, pois estamos “comprometidos” com terceiros. E quando chegamos ao topo? Quando chegamos as nossas realizações pessoais? Como fica?

A quanto tempo você tem adiado aquela viagem? A compra daquele carro? Ao passeio de fim de semana com sua família? É nestas pequenas ações que começamos a observar o quanto é difícil se comprometer, quando o assunto em questão somos nós. E então surgem as desculpas: Não tenho tempo. Não posso me dar ao luxo. Eu não consigo. Minha família não deixa. Meu patrão me sufoca. Etc.

Este é o momento de mudar esta mentalidade. Este é o momento de tomar as rédeas de sua própria vida, e realizar o que deseja. Sei que muitos vão criticar: “Poxa Douglas, eu queria sim ter um carro novo, mas isso é impossível, tenho uma família para sustentar, escola para pagar, dívidas e mais dívidas.” Sim, concordo com cada uma dessas questões, mas o que te impede, de fazer um planejamento, e seguir este planejamento? Quer viajar? o que impede você de economizar um pouco de cada vez, e planejar sua viagem para daqui 1, 2 anos?

O que impede, é a falta de comprometimento com o seu desejo, com o seu sonho, e assim, empurrar desculpas e mais desculpas para que o mesmo se perca no horizonte, além de suas vistas, onde ele estando oculto, talvez não o perturbe tanto.

“O Impossível só é impossível, até alguém realizá-lo”

Estas são as palavras que devemos levar em nossa bandeira, a frente de cada uma de nossas ações. Não precisamos nos tornar egoístas, para realizarmos nossos sonhos, só precisamos planejar. Planejar, e realizar cada passo, com determinação, perseverança e principalmente, com COMPROMETIMENTO.

Abraços a todos que acompanham meus artigos, e aguardo criticas, sugestões e quem sabe um ou outro elogio também.

Obrigado e Até Breve.

Etapa 3: Modelo 4 – Missão, Valores, Visão e Crenças

Dando continuidade ao nosso processo de Coaching Online, vamos agora falar um pouco sobre Visão. Este termo pode ser encontrado com muita facilidade nas apresentações de grandes empresas, consolidadas no mercado e preocupadas com sua imagem perante seu público. Mas o que grandes empresas tem a ver com o fato de pessoas que se tornam Ícones Mundiais? A resposta para esta questão é simples, pessoas que se destacam entre as outras são pessoas que se olham como um produto, se olham como algo que deve ser apresentado e e deve ser aceito. Não digo aqui que são propriamente o produto, mas sim pessoas que querem vender sua idéia, vender seus conceitos e seus valores.

O trabalho de identificar sua visão, passa por dois processos distintos. O Primeiro processo é a sua visão de futuro, O que você mais deseja em seu futuro e a forma como isso influência você hoje. O Segundo processo indica como você gostaria de ser visto pelas pessoas ao seu redor, que tipo de sentimentos e reações você espera, e como isso pode lhe ajudar a alcançar seus objetivos de vida. Vamos então ao primeiro processo:

Qual a Sua visão de Vida, de seu Futuro e seu Grande Sonho?

01 – Descreva abaixo como você espera que seja seu futuro nos:

  • Próximos 5 anos
  • Próximos 10 anos
  • Próximos 15 anos

02 – Quais serão os sentimentos que você terá, ao realizar estes seus desejos?

03 – Qual o seu grande Sonho de Vida?

04 – O que, ao realizar este sonho, você terá de benefícios?

Como você é visto pelas pessoas a sua volta? (Avaliação 360º graus)

A avaliação 360º graus é uma forma eficaz de medir como esta a sua imagem junto as pessoas que fazem parte de seu convívio. Segue abaixo um pequeno questionário que vai auxilia-lo no processo: (Esta avaliação deve ser feita com o auxilio das pessoas que convivem com você. Deve ser feita de forma sincera e sem interferências. É importante que você esteja aberto e preparado para receber o feedback da mesma).

01 – Defina 5 Qualidades que as pessoas ao seu redor dizem sobre você:

02 – Defina 5 Defeitos que as pessoas ao seu redor dizem sobre você:

03 – Descreva abaixo o que você sente quando se defronta com cada uma das qualidades:

04 – Descreva abaixo o que você sente quando se defronta com cada um dos defeitos:

05 – De que forma você pode evidenciar suas qualidades?

06 – De que forma você pode neutralizar seus defeitos?

Ao responder a estas questões, você estará muito mais perto de realizar seus objetivos e se tornar uma pessoa de sucesso, reconhecida entre os seus pares. O Coaching pode lhe auxiliar neste processo com diversas ferramentas. Caso deseje, entre em contato com nossa equipe para dúvidas e novos questionamentos. Abaixo segue o link para este Processo:

Visão – Download

Abaixo estão as próximas etapas para que você possa descobrir seus valores e suas crenças. Qualquer dúvida, entre em contato com a nossa equipe através do e-mail douglas.coach@gmail.com, ou através de nosso formulário de contato e comentários deste artigo. teremos o maior prazer em lhe auxiliar a realizar seus sonhos e seus objetivos de vida.

Missão, Valores, Visão e Crenças – Passo a Passo

Abraços e Sucesso Sempre.


Modelo 3 – Resultados Esperados

A Importância dos Resultados Esperados

Uma das principais questões envolvendo o Coaching, é em relação aos resultados esperados de cada individuo. É através dos Resultados Esperados que o Coach, em conjunto com o Coachee, consegue delimitar uma seqüencia de trabalho apropriada, utilizando as ferramentas e técnicas que podem realmente proporcionar um crescimento nas habilidades e competências.

A Partir deste Modelo, iremos aprender como determinar os nossos resultados esperados dentro do processo de Coaching, facilitando desta forma o nosso processo de desenvolvimento pessoal e profissional.

Quando se inicia um processo de Coaching, o primeiro passo do Coach é determinar junto ao Coachee qual é o seu objetivo. Mas apenas saber seu objetivo não é ainda o bastante, então para reforçar esta etapa importante do processo, temos a seguir uma seqüencia de questionamentos que reforçam seu objetivo, como também o seu comprometimento para a realização do mesmo. Vamos aos questionamentos:

1. Defina os Resultados Esperados

    • Quais os resultados que você espera conseguir com o Coaching?
    • Quais são os seus objetivos atuais de vida que você gostaria de realizar com o auxilio de Coaching?
    • Quando você pretende atingir estes resultados esperados?

Como já mencionamos anteriormente, estes são os primeiros questionamentos para que possamo ter resultados dentro de um processo de Coaching.

2. Defina as Evidências da Realização

    • Como você vai saber que atingiu os resultados esperados?
    • Que indicadores ou evidências você vai ter para saber que chegou lá?

As evidências mostram o quanto acreditamos em nosso objetivo. Em modelos anteriores, já aprendemos muito sobre estas formas de se especificar um objetivo, e o quanto isso é importante.

3. Identifique os seus Valores

    • Porque isto é importante para você?
    • Qual o valor disso hoje para você?
    • O que você ganha com isso?

Já falamos muito também sobre a importância de nossos valores. Quanto antes conseguirmos identificar os valores que fazem parte de nossos sonhos, de nosso modo de viver, mais fácil se torna chegar ao resultado que se espera, e com menos esforço.

4. Identifique as Responsabilidades pelos Resultados

    • Depende de quem para que o objetivo seja alcançado?
    • O que você pode fazer para que este objetivo dependa de você para ser iniciado hoje e mantido?
    • O que você poderia fazer hoje para ir em direção da sua meta?

Ninguém pode ser responsável pelo seu sucesso ou pelo seu fracasso. Somente você pode assumir esta responsabilidade. O quanto antes isso fizer parte de você, o quanto antes você se tornar responsável por seus atos e por suas conseqüências, mais rápido você estará em direção de seu objetivo, de seu sonho, de seu resultado esperado com o Coaching.

5. Avaliação de Comprometimento

    • Qual o seu grau de comprometimento em realizar isto?
    • De 0 a 10, qual o seu nivel de comprometimento para entrar em ação e alcançar estes resultados?

Além da sua responsabilidade, outro fator de extrema importância que já vimos em diversos outros artigos, é sobre o seu comprometimento. Nenhum processo de Coaching começa com um baixo comprometimento do Coachee. é importante que você esteja realmente comprometido com o seu objetivo, com os seus resultados esperados. Muitos dos fracassos que enfrentamos durante nossa vida, é por responsabilidade de nosso baixo comprometimento conosco mesmo. Em breve, estarei postando um artigo somente sobre a importância do comprometimento.

Espero que estes questionamentos possam auxiliar em seu processo de Coaching, e sempre lembrando, qualquer dúvida entre em contato com nossa equipe, pelo e-mail (douglas.coach@gmail.com), pelo formulário de Contato, ou também pelos comentários de cada postagem. Teremos muito prazer em auxilia-lo a alcançar seus objetivos e sonhos de vida.

Abraços e Sucesso Sempre.

Como um velho perdeu sua verruga!!!

Há muito tempo atrás um velhinho morava com sua esposa perto de uma floresta. Na juventude ele fora um belo rapaz, mas à medida que envelhecia, uma feia verruga cresceu-lhe na face, ficando, com a idade, cada vez maior. Durante anos, recorreu a médicos e magos e experimentou pós e poções, mas nada adiantou. Por fim resignou-se com a verruga e tentava mesmo brincar a respeito.

Um dia, o velho precisou de lenha para o fogo; foi então para as montanhas e cortou algumas achas. Fazia um dia fresco de outono e ele se sentia tão feliz que nem viu as nuvens se adensarem. Quando caíram as primeiras gotas, correu a procurar abrigo. Encontrou uma árvore oca e lá se escondeu, no extao momento em que irrompeu a tempestade. Trovões sacudiam as montanhas e raios cintilavam ao seu redor; ele, porém, estava seco e seguro. Depois de muitas horas, a tempestada amainou e o velho saiu de seu refúgio. Ouviu vozes à distância e pensou que seus vizinhos tinham vindo à sua procura. Mas quando viu do que se tratava, pasmou horrorizado – uma horda de gnomos e demônios se aproximava!

Mais que depressa, volou para seu esconderijo na árvore, tremendo de medo. Os demônios chegaram e um dos gnomos – o mais horrendo de todos e obviamente o chefe – dirigiu-se ao seu bando, dizendo com um gesto:

– Vamos dar uma festa aqui.

Então o rei-demônio acomodou-se de costas para o velho, na frente da árvore oca. O pobre homem quase desmaiou de medo.

Os demônios organizaram rapidamente um piquenique e começaram a cantar. O velho observava atônito – nunca vira nada semelhante. Mas quando os demônios começaram a dançar, não pôde conter o riso. Eram desajeitados e deselegantes, e todos pareciam ridículos, dando coices para todo lado e caindo. Finalmente, o rei dos demônios com um gesto ordenou aos dançarinos que parassem.

– Vocês são ruins demais! – disse, se lastimando. – Não existe ninguém aqui que saiba dançar bem?

Ora, o velho adorava dançar e sabia dançar muito bem. – Eu poderia ensinar-lhe uns passos – pensou consigo mesmo, mas não ousava revelar sua presença, temendo que os demônios o matassem. O rei-demônio tornou a perguntar se alguém sabia dançar e o velho continuava dividido entre seu amor pela dança e seu medo dos demônios. O rei-demônio perguntou uma terceira vez e o velho mandou seus receios às favas.

Saiu da árvore e curvou-se perante o chefe dos demônios.

– Eu sei dançar, meu senhor – disse e começou a fazê-lo.

Os demônios ficaram escandalizados por terem um homem em seu meio, mas, bem logo, admiraram a arte do velho. Começaram a marcar o ritmo com seus cascos, acompanhando a música e alguns se juntaram ao velho. Por sua vez, o velho sabia que sua vida dependia de ele dançar bem, de forma que pôs toda sua alma e todo seu coração em seus movimentos e divertiu-se, realmente. Quando parou, o rei-demônio aplaudiu e convidou-o a sentar-se ao seu lado, oferecendo-lhe um copo de vinho.

– Você precisa voltar amanhã para dançar para nós – o rei-demônio disse.

– Gostaria muito de vir – respondeu o velho.

Um dos conselheiros do rei admoestou-o. – Não se ode confiar nos homens. Precisamos ficar com algo que nos dê certeza de que ele vai voltar. – Infelizmente, o velho nada trazia de valor consigo.

– Bem, então – o rei-demônio disse – vou ficar com isto como penhor – e, estedendo a mão, agarrou a verruga do velho e arrancou-a com a facilidade de quem arranca um pessêgo maduro.

– Trate de voltar amanhã – ordenou, e todos os gnomos desapareceram.

O velho mal podia acreditar no que acontecera. Passou a mão pelo rosto e percebeu o quão suave – e simétrico! – estava. Ficou tão feliz, que foi para casa pulando, cantando – e dançando – durante todo o trajeto. A esposa, ao vê-lo livre da verruga, mostrou-se eufórica e ambos celebravam sua boa sorte.

Ora, o velho tinha um vizinho malvado e vaidoso que também tinha uma verruga e que nunca se cansara de procurar um tratamento para ela. Quando soube da celebração, foi espiar e ficou perplexo ao ver que a verruga do velho havia sumido. este homem invejosos imediatamente perguntou o que acontecera e o velho lhe contou a história dos demônios. O vizinho, então, insistiu para ir vê-los, no dia seguinte, em lugar do velho.

No dia seguinte, pois, o vizinho vaidoso rumou para as montanhas e encontrou a árvore oca, exatamente como o velho lhe dissera. E, sem sombra de dúvida, ao anoitecer, o bando de demônios apareceu.

– Onde está o velho que ia dançar para nós? – o rei-demônio perguntou. O mau vizinho rastejou para fora da árvore, tremendo de pavor. – Aqui estou! – disse e começou a dançar. Ele, no entanto, nunca havia aprendido a dançar; considerava a dança aviltante à sua dignidade de forma que apenas pulava de um lado para outro, agitando os braços. Ele achava que os demônios não iriam notar a diferença, porém o rei ficou ofendido.

– Mas que coisa horrível! – o rei-gnomo exclamou. – Você não está dançando como ontem! – O rei não atinara que estava tratando coim outra pessoa porque, a seu ver, todos os humanos eram iguais. – Não dá para agüentar! – o rei-demônio gritou, afinal. Vasculhou o bolo e encontrou a verruga.

– Olhe, devolvo-lhe o penhor.

Dizendo isso, atirou a verruga no homem vaidoso e esta grudou-lhe no rosto e não havia dúvida: tinha duas verrugas, uma em cada face! Esgueirou-se para dentro de casa bem mais trade da noite, e ninguém viu sua cara nunca mais porque, desse dia em diante, passou a usar um chapéu de abas largas, bem enfiado na cabeça.

Quanto ao velho que perdeu sua verruga, ele viveu ainda muito tempo e dançava quando se sentia feliz. O que, na verdade, acontecia quase sempre!

2010 – O Ano em que faremos contato…

Retrospectivas de 2009

O ano está quase no fim, com certeza vivemos muitas oportunidades de mudar nosso destino, e na grande maioria das vezes, ficamos apenas nas oportunidades, não transformamos isso em realidade.

É muito comum nesta fase do ano, pararmos um pouco para refletir sobre nossas atitudes, sobre nossas ações que tomamos para mudar nossas vidas. Esta reflexão, muitas vezes nos leva ao desanimo, nos leva a desmotivação, por perceber que poderíamos ter feito muitas coisas diferentes, mas que na verdade ficamos parados no mesmo lugar, sem conseguir dar um passo em direção aos nossos sonhos.

Porque é tão difícil dar este primeiro passo? Porque ficamos estagnados em uma situação que sabemos não levar a lugar nenhum? O que falta para que possamos encontrar o caminho ideal, para alcançar nossos sonhos, nossas realizações de vida?

Uma unica palavra é capaz de reverter toda esta situação, não de forma imediata, mas através de um intenso trabalho interior, capaz de mover montanhas.

Já é clássica a frase bíblica, que a “Fé pode mover Montanhas“, e é exatamente disso que estamos falando neste momento. Apenas se lamentar, não vai fazer com que o tempo retorne e que tenhamos a chance de refazer nossos passos. É preciso acreditar em nosso potencial, é preciso ter fé que podemos mais e mais, mesmo quando tudo diz o contrário. Mas aliada com a fé, precisamos também, e não sendo o menos importante, de Ação, de Atitude para fazer com que tudo aconteça a nossa volta.

2010 – O Ano em que faremos contato…

Estamos chegando em uma nova fase de nossa vida, um ano de mudanças, um ano de realizações, e só uma pessoa pode fazer com que este ano se torne real, e esta pessoa é você mesmo.

Este é o ano que determinamos para realizar nossos sonhos e nossas fantasias, por mais absurdas que elas possam parecer. É o ano que faremos contato com nosso interior, com nossa criança interior, aquela criança que não tinha medo de subir numa arvore, quando muitos diziam ser impossível, que não temia descobrir o desconhecido, entrar em grutas e correr sobre a grama, numa tarde de chuva. Falar da criança interior é um assunto que bem merece um novo artigo, que logo mais o farei.

O que fizemos de nossas vidas, nestes anos em que envelhecemos? E nossos sonhos, nossos desejos, nossas vontades? Foram tomadas por preocupações (pré-ocupação: se ocupar previamente com algo que ainda não aconteceu), tomadas por sentimentos mesquinhos e individualistas. Nos tornamos adultos, e como adultos, deixamos de sonhar, deixamos de acreditar, de ter fé.

2010 é o ano em que devemos resgatar nossas verdades, nossas virtudes esquecidas, e desta forma, resgatar a magia que tínhamos a alguns anos, a magia de querer, e realizar.

É possível ter um ano de realizações, é possível recuperarmos todo o tempo perdido, para que no final deste ano que se aproxima, possamos também parar para refletir, mas agora, refletir sobre tudo o que conseguimos obter, sobre nossas vitórias, e planejar, para os próximos anos, mais vitórias em nossa vida.

Que todos nós possamos ter boas lembranças deste, e de muitos outros anos que virão. E não apenas boas lembranças, mas também melhores perspectivas de futuro, para que possamos ter orgulho do que somos.

Complementem este artigo com seus comentários, sugestões, criticas, ou o que mais desejar. Sua participação é sempre muito agradável.

Sucesso a todos…

A Árvore dos Desejos

Coach Douglas Ferreira
Uma vez um homem, estava viajando e entrou acidentalmente no paraíso. No conceito indiano de paraíso, há arvores que realizam desejos. Basta sentar-se debaixo delas, desejar alguma coisa, e imediatamente seu desejo é realizado. Não há qualquer intervalo entre o desejo e a realização. Você pensa e imediatamente ele se torna concreto: O pensamento se realiza automaticamente.
Essas arvores nada mais são que uma simbologia da mente. A mente é criativa com seus pensamentos.
O homem estava cansado, assim ele adormeceu debaixo de uma arvore dos desejos. Quando ele acordou, estava se sentindo muito faminto, então disse, “Gostaria de conseguir comida em algum lugar.” E imediatamente a comida apareceu do nada – flutuando à sua frente, uma comida deliciosa. Ele começou a comer e quando estava se sentindo satisfeito, outro pensamento surgiu nele: “Se pudesse conseguir algo para beber…” E nada é proibido no paraíso, então imediatamente um precioso vinho apareceu.
Bebendo vinho, relaxando na brisa fresca do paraíso, na sombra da arvore ele começou a imaginar: “O que esta acontecendo? Fui para dentro de um sonho ou há fantasmas me pregando peças?”
Então apareceram fantasmas! Eram ferozes, terríveis e nauseantes. Ele começou a tremer, e pensou: “Agora estou certo de que vou morrer. Esses fantasmas vão me matar”. E ele foi morto.
Esta parábola é muito antiga, de imenso significado. Sua mente é uma arvore dos desejos, o que você imaginar será realizado, mais cedo ou mais tarde.
Abraços e Sucesso Sempre

Seus comentários podem nos ajudar a melhorar e oferecer um conteúdo mais direcionado. Ajude-nos a fazer deste espaço, um local onde as suas dúvidas podem encontrar uma solução.

Terminando a Semana….

Bem, sei que falei sobre postar um artigo sobre uma fantástica ferramenta de coaching, que nos auxilia a realizar um objetivo de forma prática, mas devido a muito trabalho, vamos deixar este artigo para segunda feira, quando então voltaremos com força total em nosso espaço.

Agradeço a participação de todos que passem por aqui…

Abraços e Sucesso Sempre, e um ótimo final de semana….

Técnicas de Coaching – DreamList – Você sempre pode sonhar…

Como combinamos, voltei para continuar a falar sobre as nossas promessas de Natal. Vamos conhecer hoje, uma ferramenta muito utilizada em Coaching, quando queremos determinar nossos objetivos e metas de vida, ou de uma forma mais clara, encontrar nossos sonhos…

Sonhar é muito importante, para que possamos começar a planejar nossos passos, e alcançar nossos sonhos. Uma grande ação, nasce antes de tudo, de uma grande idéia. Para isso, o Coaching trabalha com uma técnica denominada Dream List, ou em português, a “Lista dos Sonhos”…

DreamList – Lista dos Sonhos

Vejamos um modelo de uma DreamList:

Para ter esta imagem, clique com o botão direito sobre a imagem e escolha a opção “Salvar imagem como” após salvar a imagem, você pode imprimir para utilizar.

Como pode ser visto, é uma lista, onde iremos catalogar nossos sonhos e desejos, classificando-os pela sua categoria e pelo seu prazo de finalização.

o 1° Passo é descrever os seus sonhos, de forma objetiva, sem que deixem uma segunda opção de interpretação. Por exemplo, se o seu sonho é ter um carro novo, é errado simplesmente descrever que deseja um carro novo. Seja objetivo e especifico em seu desejo, exemplo: “Desejo um Corsa Sedã 4 Portas na cor Vinho“. Quanto mais especifico for o seu sonho, mais fácil é de concretiza-lo.

Após você descrever cada um de seus sonhos e desejos (não poupe sua imaginação neste momento, lembre-se do artigo de ontem, Você tem o direito de sonhar o quão alto desejar), vamos então começar a determinar suas categorias. Quando criamos as categorias, dizemos ao nosso sonho qual o seu lugar dentro de nossa vida, tornando então mais fácil o processo de materialização do mesmo. Vamos ver as categorias que temos:

  • PE – Pessoal
  • PR – Profissional
  • RE – Relacionamentos
  • QV – Qualidade de Vida

E dentro destas categorias, temos também algumas sub-categorias que podem identificar melhor os nossos objetivos, e são elas:

  • SA – Saúde
  • IN – Intelectual
  • RE – Realização
  • FI – Finanças
  • CO – Contribuição
  • FA – Familia
  • AM – Amor
  • SO – Social
  • LA – Lazer
  • ES – Espiritual

Agora, já com as categorias e sub-categorias, nosso papel é definir uma categoria e uma sub-categoria para cada um de nossos desejos. Por exemplo, no caso do Desejo visto acima:

Desejo um Corsa Sedã 4 Portas na cor Vinho – PE – RE

Pois é um desejo pessoal, que me trará realização. Desta forma, vamos categorizar todos os nossos sonhos. Pode parecer uma brincadeira simples, sem muito proveito, mas lembre-se, que quanto mais contato você tiver com sua lista de sonhos e desejos, mais forte eles se tornam em sua vida. Então mesmo que pareça uma brincadeira, que mal há em brincar um pouco, e se divertir com algo que nos cause prazer? Vamos continuar?

Após determinar as categorias de todos os desejos, vamos determinar seus prazos. Os prazos fazem com que o sonho se torne ainda mais real, pois estipulamos desta forma, uma pressão sobre nós mesmos, para que o prazo seja cumprido. Vamos ver nossas opções de prazos:

  • CP – Curto Prazo (1 a 3 anos)
  • MP – Médio Prazo (3 a 5 anos)
  • LP – Longo Prazo (5 a 10 anos)

Estes são os prazos para determinarmos quando queremos que nosso desejo ou sonho se realize. É muito importante sermos honestos com nós mesmos, e estipular prazos dentro de nossa realidade atual. Por este motivo, que o período mais curto, abrange um período de até 3 anos, pois é um prazo onde os desejos podem ser preparados e realizados por nós mesmos.

Agora que completamos nossa Dream List, vamos reler novamente cada um de nossos desejos, e guarda-la em um lugar onde possa estar ao nosso alcance todo o tempo. Amanha, continuando esta série de artigos, estarei trazendo uma nova ferramenta de coaching, voltada para a realização de objetivos.

Espero que estejam gostando de nosso retorno, e aguardamos ansiosamente seus comentários sobre os assuntos aqui tratados.

Abraços e sucesso sempre…

Natal – Mais um ano chegando ao fim…

Faz um tempinho que não coloco nenhuma postagem original em nosso espaço, por isso hoje  resolvi fazer uma homenagem ao ano de 2009, que já esta terminando, e com isso, fazer uma pequena reflexão sobre nossas atitudes neste ano que passou tão depressa, com tantas informações acontecendo.

Final de ano rima com Reflexão, refletir sobre nosso comportamento durante o ano, criar nossas “listas de mudanças” para o ano vindouro, reatar antigas amizades, eliminar velhos hábitos, entre muitas outras coisas. Neste momento, fica a pergunta:

De tudo o que você planejou em dezembro de 2008, o que realmente você realizou no ano de 2009?

Lembra-se daquele regime que você iria começar? Ou do novo emprego que você iria procurar? Talvez uma promessa de deixar de fumar, ou de se comportar melhor com seus parceiros e parceiras. São muitas promessas de final de ano, que depois não conseguimos concretizar. Eu mesmo, por experiência própria, ignorei muitas coisas que planejei realizar neste ano, e conforme ele vai chegando ao seu fim, vejo que perdi muitas oportunidades de realiza-las.

E você, que projetos ignorou, e que agora ao final do ano não vê mais possibilidades de realiza-lo? Este ano, podemos fazer a diferença em nossa vida, começando por trabalhar melhor nosso comprometimento, junto a nós mesmos.  Esta é a palavra chave deste Post, “COMPROMETIMENTO”

com.pro.me.ter

  1. expor alguém ou algo a um risco
    • O documento de 1987 lançou o conceito de “desenvolvimento sustentável”, aquele capaz de atender às necessidades das atuais gerações sem comprometer os direitos das futuras. (editorial do jornal O Estado de São Paulo de 02 de novembro de 2007)
  2. constituir uma obrigação a alguém; fazer alguém ser responsável de algo
    • O presidente da Geórgia, Mikhail Saakashvili, anunciou ontem a antecipação das eleições presidenciais do fim de 2008 para o dia 5 de janeiro. Ele fez uma rápida aparição na TV para anunciar a medida e para comprometer-se com a suspensão do estado de emergência que decretou na quarta-feira em razão dos protestos da oposição. (editorial do jornal O Estado de São Paulo de 09 de novembro de 2007)
  3. contrair um compromisso
    • “Não necessariamente esses protocolos precisarão incluir atos como cerceamento dos vestibulares ou chegar ao fechamento de uma instituição. Podem ser apenas metas para sanar deficiências, mas as instituições vão ter que se comprometer”, explica o secretário de Ensino Superior do MEC, Ronaldo Mota. (editorial do jornal O Estado de São Paulo de 11 de novembro de 2007)

Analisando a definição acima, vamos nos apoiar na 3ª definição da palavra, e ver como podemos nos comprometer com nós mesmos, para que possamos realizar todos os nossos objetivos:

Dicas de Comprometimento e Realizações de Final de Ano

1ª Dica: Antes de mais nada, você precisa realmente dar importância para você mesmo, se dar o valor que realmente têm, e não deixar que outras pessoas, compromissos, situações sejam mais importantes que o seu próprio bem estar. Tenha sempre em mente que: “Você é a pessoa mais importante do mundo, é um ser único e inimitável”.

2ª Dica: Faça uma lista das realizações que deseja para o próximo ano. Tudo começa a partir desta lista. Aprenda a analisar e dar prioridade para o que você realmente ache importante. No momento que colocamos nossos projetos em um papel, eles começam a tomar forma, começam a existir realmente. Um pensamento é muito vago, temos milhões de pensamentos por segundo, então não confie apenas no seu desejo e no seu pensar, comece a por em prática seu desejo, materializando o mesmo em um pedaço de papel.

3ª Dica: Depois de ter sua lista de realizações pronta, leia-a com muita atenção. Verifique cada um de seus desejos, sonhos e vontade, e crie categorias para os mesmos, da seguinte forma:

  • Urgente – Para realizações que devem ser feitas o mais rápido possível, e que interfiram de alguma forma diretamente com o seu bem-estar.
  • Normal – Para realizações que você deseja realizar ao longo do ano, como por exemplo criar uma poupança para o próximo natal, fazer um curso novo de longa duração, planejar as férias do meio do ano.
  • Irrelevantes – Com certeza, digo por experiência própria, nenhuma de nossas realizações são irrelevantes, Não gostamos de admitir que queremos algo supérfluo, mas isso é muito comum, e são exatamente estas realizações irrelevantes que irão atrasar nosso próprio desenvolvimento, junto as realizações que podem mudar algo significativo em nossa vida. Só conseguimos identificar estas realizações, quando as colocamos num pedaço de papel e a comparamos com as realizações realmente importantes.

4ª Dica: Mantenha este papel muito bem guardado, mas num local que seja de fácil localização para você, onde você esteja constantemente em contato com ele. Pode ser sua gaveta de roupas intimas, o armário do banheiro, ou outro lugar que o acesso seja limitado, mas constante. Quanto mais contato tivermos com nossos objetivos, mais fácil é realiza-los.

5ª Dica: Nunca desista, ou deixe que outras pessoas o desanimem a realizar todos os seus sonhos ali listados. O Ideal, é que ninguém tenha acesso a suas realizações, afinal, são apenas suas, e somente a você cabe julgar o grau de dificuldade de cada uma. É bastante comum pessoas interferirem em nossos desejos, por não terem a capacidade de realizar seus prórpios desejos. Elas não permitem que possamos alcançar nossos objetivos, criando obstaculos que não existem, apenas para que desistamos no meio do caminho. Não deixe que isso aconteça com você. Lembre-se sempre da primeira dica, “Você é a pessoa mais importante do mundo, é um ser único e inimitável”.

Com estas 5 dicas, se você realmente tem vontade de realizar todos os seus sonhos e promessas de final de ano, será muito mais fácil. Experimente e veja a facilidade com que as coisas irão acontecer ao seu redor. Vou deixar aqui um video, de uma excelente música, que retrata bem o que tentei dizer neste ultimo parágrafo:

O Universo a Nosso Favor

Charlie Brown Jr.

Composição: Nicolas C / Danilo C / Rodrigo C. / Vitor I. / Chorão

Meus olhos hoje brilham mais
O mundo roda e tudo muda num instante
Procure a luz que vai te libertar
Eu vejo, aprendo e sou capaz
De transformar o medo em algo irrelevante
Sem grades pra me aprisionar

Meus olhos hoje brilham mais
Aquele beijo vindo intenso como antes, da luz que pode libertar
Eu vejo, penso e sou capaz
De viajar o mundo todo num instante
Sem apegos pra me ancorar

Então dorme anjo
Meu pensamento voa livre, leve e solto, louco
O universo inteiro conspira a nosso favor

A natureza sempre traz
Todas as formas pra se atingir o estado
Os tormentos não vão te alcançar
E nada é mais eficaz que o pensamento positivo amplificado
Sem anseios pra te aprisionar

E se você observar o mar
Vai ver que a vida é mutante como a cidade
Ninguém pode nos rotular
Perder, ganhar, deixar rolar
Intensidade agora em algo novo
A vida tem que se renovar

Então dorme anjo, não vale a pena preocupar-se por tão pouco
O universo inteiro conspira a nosso favor

Mas não podemos ficar somente na nossa lista, observando-a todos os dias, para que nossas realizações realmente se materiarizem, é preciso também ação, muita ação de nossa parte. A lista será apenas nosso mapa, para chegar ao destino que tanto desejamos. Amanhã, prepararei um novo post, sobre objetivos, como criar o seu próprio objetivo, com varias ferramentas e técnicas que o Coaching nos proporciona. Você verá como será muito fácil depois desta série de textos, realizar seus objetivos.

Entrem, comentem sobre nossos temas, deixe sua pergunta ou fale sobre casos interessantes que você tenha vivenciado. Toda participação no blog será sempre muito bem vinda.

Desejo a todos uma ótima noite, muito sucesso e realizações…